O médico pediatra e professor, Vicente Lúcio Viana Lopes , de 79 anos, morreu vítima da Covid-19, nesta terça-feira (11). Ele estava internado em um hospital de Curitiba. O Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) e a Academia Paranaense de Medicina manifestaram pesar com o falecimento do profissional de saúde.

Dr. Vicente Lúcio, (Foto: Arquivo)

Lopes é o nono médico a falecer no Paraná vítima do coronavírus, de acordo com a nota do CRM-PR. Era casado e tinha três filhos.

Histórico

O pediatra e professor era membro honorário da Academia Paranaense de Medicina. Em 2014, na passagem do Dia do Médico e quando completou 50 anos de formação médica, ele foi homenageado pelo Conselho de Medicina, que lhe conferiu mo Diploma de Mérito Ético-Profissional pelo histórico exemplar.

Natural de Rio Negro (PR), onde nasceu em 11 de abril de 1941, formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Paraná em dezembro de 1964. Registrou-se inicialmente no Conselho de Medicina de Santa Catarina em 29 de março de 1965, obtendo o número 527. Um ano depois registrava-se no CRM-PR.

Iniciou estágio no Berçário do Hospital de Clínicas da UFPR e depois no Centro de Pesquisas Imunológicas da Faculdade de Medicina da USP. Foi voluntário na Disciplina de Clínica Pediátrica e Higiene Infantil do Setor de Saúde da UFPR, de 1966 a 1971, tornando-se em seguida auxiliar da Disciplina de Higiene, Medicina Preventiva e do Trabalho, passando, em 1977, a professor assistente na Disciplina de Saúde Comunitária, permanecendo até 1996. Também foi médico do Instituto da Previdência de Curitiba a partir de 1966.

Comoção

“Recebo essa notícia com extremo pesar. O Dr. Vicente foi meu pediatra e das minhas filhas. Foi também a inspiração que me levou a ser médico. Estou hoje na companhia de todos os colegas devido a ele. Dia muito triste. Que descanse em paz”, registrou o conselheiro Mauro Roberto Duarte Monteiro.

O também conselheiro e professor da UFPR, Edison Tizzot, complementou: “Pediatra exemplar, carismático, cortês , sempre presente com palavras amigas e acolhedoras. Compartilho da tristeza da família e tenho certeza de seu acolhimento em paz.”

A cerimônia de despedida, que ocorreu às 17h, no Cemitério Municipal São Vicente de Paula, foi restrita aos familiares.