Sucesso como Jupará na primeira fase de “Renascer”, Evaldo Macarrão vai estrear em “No Rancho Fundo” no próximo sábado (22). O baiano vai dar vida a Tôim Feitosa, proprietário do boteco em frente ao Cabaré Voltagem. Ele vai formar sociedade com Artur (Túlio Starling), Caridade (Clara Moneke) e Quinota (Larissa Bocchino).

Evaldo-macarrao-redes-sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Evaldo, 33, celebra o reconhecimento que teve ao participar da novela das 21h da Globo, após 17 anos de trabalho. “Foi o divisor de águas da minha carreira”, diz à reportagem. “‘Renascer’ chegou com tudo na minha vida. Ainda tem a gente me dizendo: ‘Jupará não volta? Mas, então, acabou mesmo?'”.

Não é à toa que, menos de seis meses depois, o ator retornou às telas, no horário das 18h, sem pensar duas vezes ao ser convidado. Ele diz que não passou pela sua cabeça a possibilidade de optar por “descansar a imagem” e deixar passar a oportunidade: “Isso tem que ser comum, ainda mais para mim, enquanto ator preto, que não tive e ainda estou tentando ter oportunidades para expressar a minha arte”.

“Aceitei fazer ‘No Rancho Fundo’, por uma questão de necessidade. Eu sou soteropolitano, e estou aqui no Rio de Janeiro, trabalhando para poder sustentar a minha família. Eu ajudo a minha mãe, tenho uma filha de quatro anos, e uma caralhada de gente que está lá na Bahia, torcendo para que eu dê certo”, diz Evaldo, de uma forma engraçada e espontânea.

Ele atualmente também dirige o Grupo de Teatro Alto Falante, com formação de adolescentes e jovens artistas, em Salvador. O ator contou que, em ocasião de uma festa, foi elogiado por Carolina Dieckmann, que disse achar estranho o fato de que ainda não o conhecia.

“É porque eu sou mais velha, né?”, disse a atriz. O ator, então, respondeu: “Eu acho que também por isso, mas também por você ter tido mais oportunidades”. “Ela ficou me olhando, assim, concordando”, contou.

Tôim Feitosa é um personagem oposto a Jupará, segundo o intérprete. Ele deve caminhar para o lado do humor, e é um cara desleixado e preguiçoso. Mesmo assim, será resistente, principalmente, às ideias de Caridade (Clara Moneke), que sonha em montar seu restaurante no bar.

“Minha mãe está preparando já a moqueca. Preparou comida baiana para reunir toda a família e assistir à minha estreia em “No Rancho Fundo”.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Jupará em Renascer, Evaldo Macarrão comemora papel em outra novela

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.