Mônica Waldvogel, 68, ficou emocionada durante o Globo News Em Ponto, na manhã desta quinta-feira (13), ao comentar o projeto de lei que torna a punição para algumas situações de aborto similar à pena de homicídios.

“Esse tema me tocou muito. Alguém tem que olhar para essa parte da sociedade, que é justamente a que está menos defendida por todo mundo, até pela família. Eu fico muito tacada”, disse Mônica Waldvogel.

Câmara dos Deputados aprovou a urgência do projeto, na quarta-feira (12), durante votação relâmpago. O tema ainda não tem data para ser votado em plenário.

Projeto é de autoria do deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ) e contou com o apoio da bancada evangélica.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Âncora da GloboNews chora ao falar de PL que equipara aborto a homicídio; veja vídeo

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.