Quem acompanha Valentina Bandeira, 30, seja nas redes sociais ou na televisão, está acostumado a ver mulher piadista, desbocada, espontânea, assumidamente biriteira. E engraçada, muito engraçada. Não que ela não seja assim, na real. Mas Valen, como todo mundo, tem outros humores e outras nuances da sua personalidade que nem sempre são mostrados a quem não faz parte de seu círculo íntimo.

valentina-bandeira-redes-sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Isso vai acabar. Em seu novo projeto, o podcast Passa Lá Em Casa, que estreou nesta terça (2) em seu canal no YouTube, ela promete se mostrar numa versão intimista, como realmente é, sem exageros ou graçolas exageradas. “Posso ser quieta, posso ser extrovertida, posso ser melancólica, posso ser eufórica… Eu sou um monte de coisa, enquanto aquela pessoa [pública] tem características mais fixadas”, explica, em videochamada com a reportagem, diretamente do seu sofá, no Rio de Janeiro.

Valentina diz que sua “persona” das redes sociais e programas é uma versão aumentada, uma caricatura que criou de si mesma, que também a protege dos males da internet. “Foi acontecendo naturalmente. Eu acho que, para eu me comunicar ali na internet, como proteção, eu inventei um negócio que não me expõe completamente”.

É essa outra versão, menos histriônica, mas sem deixar de se expor (ela é, de fato, espontânea, e com muito senso de humor, fazer o quê?), que o público verá em seu programa de entrevistas com celebridades. Com uma combinação de conversas na intimidade de sua casa e interações na rua, ela pretende mostrar mais um pouco de sua vida, das amizades, do modo como vê a vida -e sua interação com os convidados.

“Eu gosto de rua, brother, de rua! De bar”, disse certa vez. Então, nada mais lógico que mostre aos seguidores seus lugares preferidos no Rio de Janeiro. A Feira da Glória e a Praça Mauá, serão alguns pontos onde levará seus convidados. O Sibic [Samba Independente dos Bons Costumes], na Fundição Progresso, no bairro da Lapa, e os botecos (mais roots, que ela não gosta de programa de playboy) serão cenário para alguns rolês. “Eu não sei fazer outra coisa. Essa é a minha galera”.

Um cancelamento nas redes sociais também não tiraria seu bom humor: “Ia prejudicar minha semana. Acho que sou bem honesta e bem inteligente, então, se eu fizesse uma merda, ia entender o que fiz e iria contornar e melhorar”, opina.

Seus convidados, ela diz, serão “pessoas interessantes”. Ela busca, claro, personalidades lhe dariam oportunidade de aprofundar mais a conversa “e de explorar profundezas”. A primeira convidada é Fernanda Bande, do BBB 24. Por que ela? Valentina considera que a confeiteira “explorou loucamente suas profundezas no Big Brother”.

Os episódios ficarão gravados para serem colocados no ar enquanto Valentina está em Paris, para a cobertura das Olimpíadas. Ela faz parte do time “Paris é Brasa”, grupo de influenciadores que acompanhará in loco os eventos alternativos e fará reportagens de comportamento durante os Jogos. “Vai ser uma cobertura focada na curtição”, afirma. E numa cidade que conhece muito bem.

“Eu falo francês, conheço muito bem os hábitos, as tradições e a cultura”, diz a atriz, que nasceu na França e estudou em colégio francês no Rio, mas faz questão de se declarar brasileira.

Outro projeto que deve ir ao ar no meio disso tudo é a segunda temporada de Beija Sapo, na MTV, que volta com mais convidados famosos. Perguntada pela reportagem se prefere estar na TV ou internet, Valentina não titubeia: “Quero estar em tudo”.

“Acho que o mais incrível da minha carreira é que não preciso escolher. Vou fazer os dois. Eu sou multimídia mesmo. Quero estar no cinema, na televisão, no rádio. Eu quero estar na internet, no YouTube. Eu quero estar na porra toda!”, diz, com aquele jeito tão próprio, que parece que dá até para vê-la falando. Um jeito que a leva para todos os lugares, todas as mídias, o tempo todo.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Valentina Bandeira estreia podcast em sua casa, mas também na roda de samba e nos botecos

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.