A mansão que pertencia a Pelé na praia de Pernambuco, no Guarujá (SP) está em estado de abandono, deterioração e vandalismo. Essa foi a penúltima residência em que o falecido jogador morou, antes e mudar-se para outra casa com a viúva Márcia Aoki.

Foto: Reprodução/Instagram Pelé.

Com piscina, campo de futebol, quadra de tênis, quarto com acervo do jogador e espaço para eventos, Pelé recebeu muitos convidados na mansão. Hoje, em contrapartida, as fotos do local mostram ambientes sem manutenção e sem limpeza, mato alto e sinais de vandalismo. Segundo o portal G1, ladrões invadiram a casa e roubaram fios de cobre, deixando o terreno sem energia.

Após a morte de Pelé em 2022, a residência foi destinada à herança e ficou sob os cuidados do filho Edinho. Ainda segundo o portal G1, o advogado que representa o filho do Rei, alegou que a casa fora desocupada e os funcionários, demitidos, com o jogador ainda vivo. Segundo eles, a deterioração não teria sido influenciada pela morte.

Em março de 2023, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) decretou segredo de Justiça no inventário de Pelé. O desembargador responsável entendeu que, sendo o ex-craque “pessoa conhecida e reconhecida mundialmente”, o melhor era o processo ficar restrito aos herdeiros -os sete filhos vivos do jogador, dois netos de uma filha falecida, e a viúva, Márcia Aoki.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Mansão de Pelé no litoral de SP está em estado de abandono e foi alvo de furtos

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.