Desde que anunciou o fim do contrato fixo com a Globo, Fátima Bernardes se aventura em novos projetos e novas plataformas. Ela participou do primeiro programa de TV fora da emissora nesta quinta-feira (4) como uma das convidadas do Sem Censura, na TV Brasil, sob o comando de Cissa Guimarães.

Logo após o anúncio da saída da Globo, Fátima aceitou convite para cobrir as Olimpíadas de Paris para as redes sociais e abandonou de vez o título de repórter para virar influencer digital. Ela será uma das influenciadoras que farão conteúdos para o Youtube do projeto “Paris é Brasa”, da Play 9, mediatech de Felipe Neto.

Fátima Bernardes
Foto: Reprodução/Instagram

A apresentadora disse que não poderia deixar de aceitar um projeto inovador como esse, ao que Cissa respondeu com empolgação: “Você agora está uma digital influencer”. “Eu sou isso”, confirmou ela, com orgulho.

Fátima explicou que a cobertura das Olimpíadas pela Play 9 tem foco no olhar do criador. Ela disse que dará destaque para as histórias dos esportistas, algo que fará seu público se identificar. “Minha parte não é muito o esportivo, mas me interessa muito as histórias de cada um deles”, explicou.

Fátima relembrou a primeira vez que trabalhou como repórter da Globo nas Olimpíadas de Barcelona, em 1992, quando deu sorte em presenciar todas as conquistas de medalhas de ouro do Brasil, na natação, no vôlei e no judô. “Ela é pé quente”, disse Cissa.

A jornalista trabalhou na TV Globo por 37 anos, como repórter, âncora do Jornal Nacional e apresentadora do Encontro e do The Voice. Apesar do fim do contrato fixo, ela disse que o vínculo ainda não se quebrou: “Eu não senti tanto. Em outubro do ano passado, eu apresentei algumas ideias. Uma delas vai gerar um piloto (para ser testado)”.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Fátima Bernardes fala sobre novos projetos e se afirma como influencer digital

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.