O comediante Chris Rock se recusou a encenar em um filme para a Netflix o tapa que recebeu do ator Will Smith, segundo o diretor Jerry Seinfeld.

will-smith-chris-rock
Foto: Reprodução

A recusa do comediante em recriar a cena na produção “A Batalha dos Biscoitos Pop-Tart” foi divulgada durante participação de Seinfeld no podcast Fly on the Wall, na última quarta-feira (8). “Ele ainda estava um pouco abalado com aquele ocorrido”, disse o diretor.

A agressão ocorreu em março de 2022, durante a cerimônia do Oscar, antes de Smith vencer sua primeira estatueta da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, por “King Richard: Criando Campeãs”.

Na ocasião, Smith levantou da cadeira na plateia, subiu ao palco e bateu em Rock, que apresentava a cerimônia e havia feito uma piada com a aparência Jada Pinkett Smith, esposa da estrela de “Um Maluco no Pedaço”.

O tapa dividiu opiniões na indústria e internet. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas decidiu banir Smith de suas cerimônias pelos próximos dez anos.

Em julho de 2022, o ator publicou um vídeo pedindo desculpas a Rock, à família do comediante, colegas de trabalho e a seus próprios familiares -Jada e os filhos Jaden e Willow Smith.

Segundo Seinfeld, as filmagens de “A Batalha dos Biscoitos Pop-Tart” ocorreram em 2022, pouco depois do Oscar daquele ano. O diretor queria que Rock agredisse outro ator em um palco, invertendo os papéis na “homenagem” ao momento da vida real.

Ainda ressentido, comediante não topou. O papel que seria de Rock em “A Batalha dos Biscoitos Pop-Tart” acabou indo para o ator e comediante Cedric the Entertainer.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Chris Rock se negou a reencenar tapa de Will Smith em filme

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.