Foi na Alemanha, onde se apresentava com a turnê “Taking Chances”, em 2008, que Céline Dion sentiu os primeiros sintomas da doença neurológica que enfrenta. A cantora, no entanto, só tornou público o diagnóstico de síndrome da pessoa rígida em 2022.

celine-dion-redes-sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais

“Eu disse ao meu assistente e a minha equipe ‘não sei se vou conseguir fazer o show, não sei o que está acontecendo’. Estava muito, muito assustada. E quanto mais pânico, mais você tem espasmos. [A partir dali] Comecei a cantar mais anasalado”, disse em entrevista ao programa americano Today Show.

Céline falou sobre a síndrome quando precisou cancelar os shows na Europa da turnê “Courage”. Na ocasião, contou ao público como a doença dificultava sua vida e disse estar se esforçando para se fortalecer.

Na mesma entrevista, a artista afirmou que não conseguia mais segurar a notícia para si, mas que não contou antes porque não sabia do que se tratava.

“O que eu deveria dizer? ‘Eu estou com…’ O quê?. Nós não sabíamos o que estava acontecendo, eu deveria ter parado e ter tirado um tempo para descobrir. Meu marido estava lutando pela vida dele também, tinha que criar meus filhos. Mentir para as pessoas que me fizeram chegar onde estou hoje foi demais para mim.”

Céline ainda contou que sofre com espasmos musculares e que já quebrou as costelas em decorrência deles “Às vezes, quando [a doença] é grave, pode quebrar algumas costelas.”

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Céline Dion revela detalhes sobre primeiros sintomas da síndrome da pessoa rígida

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.