Campeã do Circuito Paulista de jiu-jítsu na faixa azul, a modelo Ana Paula Minerato conta que almeja ensinar a modalidade. Ela compareceu ao segundo dia de shows do Lollapalooza, em Interlagos, e afirmou que passar o que sabe aos novatos está em seus planos futuros.

"Sou campeã paulista na faixa azul e quero até o fim do ano ser dona da categoria peso pena", afirma - Foto: Reprodução/Redes Sociais
“Sou campeã paulista na faixa azul e quero até o fim do ano ser dona da categoria peso pena”, afirma – Foto: Reprodução/Redes Sociais

“Quem sabe na faixa preta eu possa ser professora e passar ensinamentos, assim como já faço hoje com algumas meninas que estão começando”, revela a praticante da escola Almeida Jiu-jítsu, em São Paulo.

Disputar mais campeonatos também está entre os desejos da modelo, que se diz animada por ter adquirido mais respeito na modalidade, sobretudo da ala masculina.

“Sou campeã paulista na faixa azul e quero até o fim do ano ser dona da categoria peso pena”, afirma.

Mas nem sempre a vida nas artes marciais foi fácil. “Quando cheguei no tatame, em 2020, claro que rolaram maus olhados, mas com tempo mostrei que estava no esporte porque gosto e porque sou boa. O respeito veio.”

Ela afirma que também teve de lidar com machismo, mas que superou qualquer discriminação.

“Tem preconceito, mas também há admiração. Com o tempo, mostrei que mulher bonita pode ser porradeira”, encerra a modelo, que não descarta participar de algum evento de luta entre famosos, “desde que seja na arte suave”.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Campeã de jiu-jítsu, Ana Paula Minerato relembra preconceito: ‘Mulher bonita pode ser porradeira’

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.