Pelo menos três trechos de rodovias federais foram interditados parcialmente na manhã desta sexta-feira (3), no Paraná, devido a deslizamentos e rachadura (veja lista abaixo). Os incidentes são provocados pelas fortes chuvas que o Estado têm registrado nos últimos dias.

De acordo com o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), esta sexta-feira é marcada pela instabilidade do tempo, e parte do Paraná registra chuvas intensas. Em alguns municípios do oeste, sudoeste e sul, o acumulado de chuvas ultrapassou os 100 mm.

Rachadura e deslizamentos interditam rodovias no Paraná; veja situação das estradas no Estado
Rachadura no km 437 da BR-376, em Tibagi, nos Campos Gerais do Paraná – Foto: PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou, nesta manhã, que uma rachadura bloqueou parcialmente a BR-376, na altura do km 437, em Tibagi, nos Campos Gerais do Estado.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) divulgou que os trechos de rodovias estaduais afetados pelas fortes chuvas “estão com sinalização de emergência e a orientação aos motoristas é que redobrem o cuidado”.

Veja a situação das rodovias federais e estaduais:

Rodovias federais

🟡 Parcial – BR-376, km 437, Tibagi (PR), devido à rachadura na pista;

🟡 Parcial – BR-163, km 93, Capanema (PR), sentido crescente, devido a deslizamento;

🟡 Parcial – BR-163 km 80, Planalto (PR), sentido decrescente, devido a deslizamento.

🟡 Parcial – BR-277, km 307, Guarapuava (PR), sentido decrescente, devido a deslizamento;

🟡 Parcial – BR-277, km 394, Candói (PR), sentido decrescente, devido a alagamento.

Rodovias estaduais

Novas liberações

🟢 PR-151, em Ponta Grossa – Liberado trecho no km 342, próximo ao aeroporto do município, que estava coberto pelas águas do Rio Tibagi;

🟢 PR-323, entre Doutor Camargo e Jussara – Liberada a ponte do Rio Ivaí, antes interditada devido ao nível da água, que chegou a atingir as vigas da estrutura. Permanece o bloqueio na ponte do Rio Andirá, na PR-554;

🟢 PR-281, em Dois Vizinhos – Liberadas pistas após águas baixarem;

🟢 PR-281, em Salto do Lontra – Liberadas pistas após águas baixarem;

🟢 PR-481, em Ampére – Liberadas pistas após águas baixarem.

Bloqueios totais

🔴 PR-151, em Jaguariaíva – A rodovia cedeu na altura do km 214, local onde um bueiro tubular metálico de 3,5 m recebia o fluxo de água vindo do Rio Capivari, cujo volume aumentou excessivamente. O local já está em obras e uma faixa de tráfego deve ser liberada em breve;

🔴 PR-540, em Entre Rios, distrito de Guarapuava – Bloqueio do km 0 ao km 6, devido ao rompimento de um bueiro tubular metálico, que comprometeu o pavimento. Trecho já está em obras;

🔴 PRC-466, em União da Vitória – Bloqueio próximo à Ponte dos Arcos Manoel Ribas em função do risco de escorregamento de rochas;

🔴 PR-836 e PRC-280, em União da Vitória – As duas rodovias com pistas alagadas devido à cheia do Rio Iguaçu, na altura do km 0;

🔴 PR-433, na Lapa – Bloqueio total no km 26 devido a alagamento da pista. Trecho é não-pavimentado;

🔴 PR-092, em Rio Branco do Sul – bloqueio total devido ao surgimento de rachaduras no pavimento na altura do km 48. DER/PR está estudando soluções para recuperar o trecho e melhorias a curto prazo para retomar a trafegabilidade;

🔴 PR-554, em São Jorge do Ivaí – Cheia do Rio Andirá levou ao bloqueio total da ponte, coberta pelas águas. Trecho, que faz ligação com Doutor Camargo, está sinalizado e conta com monitoramento do DER/PR,

🔴 PR-459, em Clevelândia – Transbordamento do Rio Chopim causou ponto de alagamento no km 145+500, bloqueado o tráfego de veículos rumo a Mangueirinha. Este trecho da rodovia é não pavimentado.

🔴 PR-239, em Pitanga – Bloqueio total do km 349+650 ao km 351 devido ao risco de queda do talude sobre a pista. Devido à gravidade do dano verificado, com surgimento de várias rachaduras de grande porte que inclusive danificaram o sistema de drenagem no local, será necessária manter a interdição enquanto é providenciada a recuperação total do maciço.

Bloqueios parciais

🟡 Estrada da Graciosa (PR-410); em Morretes – Bloqueio preventivo da rodovia somente à noite, durante esse período de chuvas. A via é avaliada para liberação no dia seguinte, às 7h da manhã. Quando liberada, o tráfego é realizado com operação pare-e-siga do km 11 ao km 12, trecho em que as obras de recuperação ainda ocupam uma das pistas;

🟡 PR-170, em Guarapuava – Bloqueio parcial de uma pista no km 389, devido a escorregamento de terra em talude de aterro, com tráfego fluindo normalmente nas duas pistas restantes. Trecho está em obras;

🟡 PR-170, em Bituruna – Tráfego com interdição em uma pista no km 473 devido ao surgimento de rachaduras no pavimento, próximo à Usina Hidrelétrica Governador Bento Munhoz da Rocha Netto. Obras em andamento para melhoria da drenagem e, na sequência, recuperação da pista;

🟡 PR-364, entre Irati e São Mateus do Sul – Bloqueio parcial por escorregamento de terra que atingiu mais da metade da pista em um segmento. O trecho atualmente passa por obra de pavimentação. A empresa responsável pelos serviços já foi acionada para trabalhar na liberação da pista com a maior celeridade possível;

🟡 PR- 483, em Guaragi, distrito de Ponta Grossa (novo) – Bloqueio parcial da pista por alagamento, causado pela cheia do Rio Guaraúna;

🟡 PR-090, em Campo Largo – A Estrada do Cerne está em meia pista após surgimento de uma trinca no leito da rodovia, na altura do km 48, a cerca de um quilômetro da ponte sobre o Rio Açungui. Além de monitorar este dano, o DER/PR realiza serviços de retirada de material e melhorias da pista em todos os pontos de queda de barreira que estão surgindo, liberando o tráfego em poucas horas.

⚠️ Confira a localização dos bloqueios mencionados acima neste mapa!

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Rachadura e deslizamentos interditam rodovias no Paraná; veja situação das estradas no Estado

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.