O motorista que invadiu a contramão em um trecho da Linha Verde e matou um homem em um acidente no sábado (11), em Curitiba (PR), deverá ser solto após decisão da Justiça. Embora esteja internado em um hospital, Cristian Patrick Garcia Carvalho, de 29 anos, foi preso em flagrante por dirigir embriagado e provocar o acidente que também deixou quatro feridos.

Carvalho dirigia o veículo Hyundai Veloster que colidiu contra três carros e capotou. Um dos automóveis atingidos foi um Chevrolet Celta, que era ocupado pelo músico Evandro Ramos, de 38 anos, a esposa e dois filhos. Evandro morreu na hora, enquanto uma criança, de 2 anos, um adolescente, de 15, e a mulher dele foram socorridos em estado grave. A criança foi ejetada do automóvel quando o carro em que ela estava foi atingido de frente pela Veloster.

Justiça manda soltar motorista preso por dirigir embriagado e matar homem em acidente na Linha Verde
Acidente aconteceu na região do bairro Pinheirinho, em Curitiba – Foto: Colaboração

Além de embriaguez ao volante, Cristian Patrick responde por homicídio culposo – quando não há a intenção de matar – e lesão culposa na direção de veículo automotor. Segundo apurou a Banda B, ele foi solto provisoriamente pela Justiça sem a necessidade de pagar fiança.

A Justiça determinou que ele deverá comparecer em juízo a cada dois meses e está proibido de mudar de endereço sem autorização prévia. Além disso, foi solto sem prestar depoimento à polícia.

“Entendo suficiente para fins de garantir a ordem pública e a futura aplicação da lei penal a fixação das medidas cautelares de comparecimento bimestral em Juízo e proibição de mudar de residência sem prévia autorização judicial. O autuado encontra-se internado, sendo inviável a realização de sua oitiva neste momento”, diz trecho da decisão assinada pelo juiz Paulo Roberto Gonçalves de Camargo Filho.

Justiça manda soltar motorista preso por dirigir embriagado e matar homem em acidente na Linha Verde
Motorista da Veloster se recusou a fazer o teste do bafômetro – Foto: Colaboração.

De acordo com a Polícia Civil, Cristian Patrick estava sob escolta no Hospital São José. O acidente é investigado pela Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran). O delegado responsável pelo inquérito disse que o motorista “assumiu ter ingerido bebida alcóolica”.

“Segundo consta, através do depoimento prestado pelos guardas municipais, o condutor do veículo Veloster assumiu que teria ingerido bebida alcoólica. Os guardas também observaram que ele apresentava sinais característicos da embriaguez, como sonolência, olhos vermelhos e fala alterada. Em razão disso, ele foi preso em flagrante”, afirmou Edgar Santana.

A Banda B tenta contato com a defesa do motorista que provocou o acidente.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Justiça manda soltar motorista preso por dirigir embriagado e matar homem em acidente na Linha Verde

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.