Uma mãe e duas filhas, de três e oito anos, que voltavam da escola para casa sofreram um acidente causado por uma motorista embriagada, na noite desta segunda-feira (13), no bairro Abranches, em Curitiba. A família estava em um Palio, que foi atingido por um Corsa. A batida aconteceu no cruzamento das ruas Guilherme de Souza Valente e Carmelina Cavassin.

colisão-abranches
Mãe e filhos que voltavam de escola são atingidos por carro em cruzamento no Abranches. Foto: Cristiano Vaz/Banda B

Inicialmente, relatos de testemunhas obtidos pela Banda B apontam que a condutora do Corsa teria causado o acidente ao furar a preferencial. Ainda de acordo com as informações, a mulher estaria com sinais de embriaguez e teria tentado fugir do local, mas acabou sendo impedida por entregadores.

Mas, em entrevista à Banda B, a mãe que dirigia o Palio descreveu o acidente. Suzana Stefany, coordenadora comercial, explicou que descia a rua em baixa velocidade quando foi surpreendida pelo Corsa. Ela rodopiou na pista.

E fui parar lá do outro lado. A mulher fugiu, mas dois carros que viram o acidente foram atrás e a impediram. Ela voltou pela pressão. A outra pessoa que estava no carro fugiu. Fiquei desesperada, minhas filhas também e elas choraram muito. Em plena segunda-feira, a gente trabalha o dia todo e, no final dele, uma pessoa invade a pista, a preferencial. Foi bem assustador.

Suzana Stefany, coordenadora comercial.

Socorro à criança mais velha

A sargento Analice, do SIATE do Corpo de Bombeiros, explicou à Banda B que a mãe não ficou ferida e pediu o atendimento à filha de oito anos, que ficou ferida no ombro.

Todas as crianças estavam na cadeirinha. Estava tudo certinho. Tem que ter um trato com a criança, que estava nervosa e chorando, para prestar o atendimento. Eles estavam voltando do colégio.

Analice, sargento do SIATE do Corpo de Bombeiros.

Uma equipe do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPtran) foi até o local para registrar o boletim de ocorrência. A condutora do Corsa foi submetida ao teste do bafômetro, que apresentou 0,52 mg/l de álcool no sangue dela. O índice é quase o dobro do percentual considerado crime de trânsito, 0,3 mg/l.

Por sua vez, a motorista do Pálio optou por não ser levada ao hospital e acabou sendo liberada pelos socorristas.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Motorista embriagada invade preferencial e bate contra carro de família no Abranches: ‘Em plena segunda-feira’, desabafa mãe

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.