Mascote da GM, vira-lata caramelo impede fuga de homem que invadia residências

A cadela foi resgatada há alguns meses e virou mascote da GM, mas não tem treinamento para atuar contra o crime


vira-lata caramelo gm (1)

Foto: Divulgação GMA

A vira-lata caramelo Xuxa, mascote da Guarda Municipal de Araucária, impediu a fuga um suspeito de invadir residências na cidade da Região Metropolitana de Curitiba, nesta sexta-feira (3). Segundo a GM, o homem entrou correndo no pátio da guarda quando foi “enquadrado” pela cachorra, que ficou de vigia até a equipe abordar o rapaz.

Foto: Divulgação GM

Mesmo sem treinamento, a cadela abordou o indivíduo e não o deixou fugir. Ele aparentava sinais de embriaguez e uso de drogas.

“O rapaz estava sendo procurado e tentou se esconder na GM. Acho que estava sob efeito de drogas, alguma coisa neste sentido. Ela acuou ele num canto e ficou cuidando até que a equipe chegasse”, detalhou o secretário de Segurança Pública de Araucária, Antônio Edison.

Segundo a GM, uma das equipes atendia uma situação de invasão em uma propriedade particular e estava com um criminoso preso. Assim que retornou à sede da Guarda, descobriu que o homem enquadrado pela Caramelo era o segundo suspeito de invadir a casa, que fica nas redondezas.

Os dois foram encaminhados para Delegacia da Polícia Civil.

Mascote da GM

A cadela foi resgatada há alguns meses pelo secretário de Segurança Pública de Araucária, Antônio Edison, depois de ser atropelada e ter uma fratura grave no fêmur. A Caramelo foi castrada e se tornou mascote da Guarda Municipal.

“Essa cadelinha foi atropelada por uma motorista que não ficou para prestar socorro. Foi próximo a casa dos meus familiares. Encaminhamos ela para o veterinário e demos todo o suporte para curá-la. Mas eu não tinha local para deixar ela e acabei levando para sede da guarda, enquanto procurava um lar. Como não havia interesse de adotarem ela, acabou ficando conosco”, afirmou o secretário.

A cachorra tem até coleira de identificação, mostrando que faz parte da equipe.



⚠ Comunicar erro

Sair da versão mobile