Sem aceitar o fim do relacionamento, um vigilante incendiou o próprio apartamento no fim da manhã desta segunda-feira (4) após tentar enforcar a ex-mulher em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com a Polícia Militar, o suspeito já foi identificado e deve responder também pelo fato de ter colocado em risco os vizinhos.

À Banda B, o soldado Grolli explicou que a situação aconteceu após a ex tentar buscar roupas na casa do vigilante. “Da porta, o vigilante puxou a ex para dentro e realizou diversas agressões, incluindo uma tentativa de enforcamento. Ela, então, aproveitou um momento para fugir e entrou em contato conosco”, comentou.

Antes de tacar fogo contra o colchão e mais objetos, ele ainda arremessou pedras contra o carro da ex. Dentro de casa, ele chegou a cortar o cano de gás para fazer com que o fogo se alastrasse mais rápido. Com a chamada para a polícia, o vigilante fugiu de moto.

Com as viaturas no local, os policiais focaram primeiro na evacuação do prédio. Dos oito apartamentos, cinco estavam com moradores no momento do incêndio.

As chamas foram rapidamente controladas com extintores de incêndio de carros que estavam nas proximidades.

A Delegacia de Piraquara deve investigar agora o caso e deve autuar o suspeito pelo incêndio e também com base na Lei Maria da Penha pela agressão contra a ex. Ele já foi identificado, mas o nome não foi divulgado pela polícia.