Vidraceiro foi morto em frente ao filho. Foto: DS/Banda B

 

Um vidraceiro foi executado a tiros na frente do filho em Piraquara, região metropolitana de Curitiba, na noite dessa terça-feira (31). Aguinaldo Coronil, 50 anos, foi morto dentro do carro dele e o filho, de 12 anos, foi atingido no braço por um disparo de arma de fogo. O assassinato é um mistério para a Polícia Civil, já que a vítima não tinha envolvimento com o crime.

De acordo com informações repassadas pelo filho da vítima à Polícia Militar (PM), o trabalhador recebeu um pedido de orçamento para a rua Herbert Trapp, quase esquina com a rua das Andorinhas. Ao chegar no local, um homem se aproximou do carro em que a vítima estava – uma Saveiro de cor branca – e disparou diversas vezes. O filho de 12 anos estava no banco do passageiro e foi atingido por um tiro no braço.

O trabalhador foi ferido com tiros na cabeça, no tórax e morreu na hora. Moradores da região ouviram os tiros e acionaram o Corpo de Bombeiros, que constatou a morte da vítima e socorreu o filho ao Hospital Evangélico, sem risco de morte, mas em estado de choque.

Investigação

Coronil era morador de Pinhais, onde tem uma vidraçaria e não era conhecido na região. Ele era separado e teria uma namorada há pouco mais de um ano. A motivação do crime ainda é um mistério, já que ele não tem passagens pela polícia. O caso seguirá investigado pela Polícia Civil de Piraquara.