Da Redação com Jornal Hoje

Uma vidente e mais duas pessoas foram presas na manhã desta terça-feira (19), no bairro Batel, em Curitiba. Segundo as investigações, o trio é suspeito formar quadrilha para enganar os clientes ofertando “serviços espirituais”.

A prisão a partiu da denúncia de um casal que chegou a pagar R$ 380 mil para a suposta taróloga. Daniele Gaich e o marido, Carlos Eduardo Ivanovich Júnior, e Dorival Simões, presidente do Conselho Mediúnico do Brasil foram detidos por policiais da Delegacia de Estelionato (Dedec).

vidente-191113-bandab(Foto: Reprodução/RPCTV)

A vítima disse que procurou a vidente em fevereiro deste ano, para que ela afastasse a namorada do filho, devido a problemas de comportamento. O marido descobriu que a esposa havia dado quantias de dinheiro que somaram R$ 380 mil e, desconfiado, procurou a RPCTV para fazer a denúncia.

Com uma microcâmera, o casal gravou vários encontros com Daniele, que sempre prometia devolver parte do dinheiro, mas dizia que, por causa da disso, o serviço encomendado poderia não dar certo. O casal não viu a cor de um centavo até agora.

A polícia acredita que a vidente agia com a quadrilha que também aplicava golpe em outros países, como Portugal, por exemplo.

A Banda B entrou em contato com o delegado Matheus Laiola, responsável pela Dedec, e ele informou que o material sobre o caso ainda está sendo organizado e que as informações completas serão passadas em uma coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (20).

Para assistir aos vídeos gravados pelo casal, clique aqui.