Carro que seria de padre com símbolo da empresa de turismo (Foto: Banda B)

Um grupo de moradores de Campina Grande do Sul, na região metropolitana de Curitiba, registrou na tarde desta terça-feira (20) um Boletim de Ocorrência (BO)  na delegacia da cidade alegando um possível golpe após o cancelamento de um viagem para a Europa, sem que o dinheiro fosse devolvido aos clientes.  O padre Messias de Almeida, muito conhecido na cidade, foi quem ofertou o pacote aos moradores, segundo as denúncias.

O embarque estava programado para o dia 22 de outubro, mas a agência Euro America Travels suspendeu a viagem sem prestar esclarecimentos aos  38 clientes.  “Todo mundo já estava com as malas prontas. Quem avisou o cancelamento foram os próprios parceiros da excursão, que acabaram ligando e comunicando a todos. Nem esse trabalho a agência fez”, afirma Juliana Rossi Ribeiro, filha de uma das vítimas.

Desfalque milionário

Em média, cada pessoa pagou à companhia cerca de R$ 20 mil reais. A viagem estava agendada para o último dia 22 de outubro, com passagens por Itália, Grécia, Israel e Portugal. Após mais de um mês sem respostas da agência, o grupo resolveu ir até à polícia em busca de uma solução.

De acordo com o delegado de Campina Grande do Sul, Luiz Carlos de Oliveira, se for comprovada a irregularidade, os valores do desfalque seriam milionários. “É um golpe de aproximadamente R$ 700 a r$ 800 mil reais, então é uma quantia grande”, diz Oliveira.

O advogado das vítimas, Luiz Felipe Deffune de Oliveira, afirma que notificou a Euro America. A companhia alegou que não poderia devolver toda a quantia paga pelos clientes. “A empresa fez uma proposta de ressarcimento muito aquém do que foi pago. Além disso, justificaram que não poderiam pagar o valor à vista, oferecendo uma devolução parcelada aos clientes”, revela Oliveira. “Também notificamos o Padre e ele confirmou que fazia esses passeios com a Euro America”, completa.

Padre Messias

Marli Kowalski, uma das clientes que denunciaram o caso, afirma que o padre Messias de Almeida teria trabalhado como agenciador. “Ficamos sabendo da viagem por ele. Parentes nossos já haviam viajado com a empresa, então pagamos confiando no serviço”, afirmou Marli.

O delegado também acredita ser evidente a ligação do padre com a empresa paulista. “Ele não pode disfarçar ou tentar outro tipo de álibi pois temos um folder com a sua imagem, a imagem da santa e a imagem da igreja. No seu carro pessoal, existe uma merchandising da empresa”, revela.

“O padre foi até o mercado da nossa família e ofereceu o pacote perguntando se nós gostaríamos de viajar junto de outras pessoas da comunidade. Dizia ser amigo do dono da agência”, diz  Juliana Ribeiro, que também prestou queixas à polícia. “Ele era o agenciador. Nós nunca contrataríamos uma empresa de São Paulo para fazer uma viagem. Compramos porque foi indicação do padre, confiávamos nele”, acrescenta.

A polícia pretende colher o depoimento do padre Messias de Almeida ainda esta semana. “Nós acreditamos que independente da empresa, existe uma cumplicidade por parte do padre, pois foi ele que agenciou essas pessoas a viajar com a empresa”, afirmou o delegado.

Respostas

A Banda B visitou a paróquia dirigida pelo religioso nesta terça-feira, mas não o encontrou no local. Um telefone para contato foi deixado com a secretária e o espaço está aberto para resposta. Além disso, a reportagem entrou em contato com os telefones disponíveis no site da empresa Euro America Travels, mas ninguém atendeu. Como é feriado do Dia da Consciência Negra em São Paulo, existe a possibilidade da empresa não estar aberta. Ainda assim, a Banda B enviou um e-mail para a companhia e esclarece que mantém o espaço aberto para quaisquer esclarecimentos.

Nota de esclarecimento

Confira abaixo a nota de esclarecimento da empresa Euro América Travels, enviada à Banda B na tarde desta quarta-feira (21):

A EuroAmerica Travels esclarece que na verdade o grupo não foi cancelado e sim teve a sua data postergada, com saída para 26/02/2019.

 Devido à alta variação da moeda estrangeira (indexador dos preços de viagens internacionais) que para a ocasião estava em mais de R$4,30 por dólar, isso fez que a diferença cambial entre os valores recebidos pela empresa, e o valor da moeda para o embarque, fosse de mais de hum mil dólares por pessoa, o que daria uma diferença a ser absorvida pela empresa ou pelo passageiro de mais de R$5.000,00, não sendo possível ser absorvido o impacto da elevadíssima alta do dólar por nenhuma das partes. Foi então proposto a remarcação da data da viagem.

 Esclarecemos que não existe grupo de 38 passageiros e sim de 27 pessoas, sendo 22 de Campina Grande do Sul, (uma delas não pagou pelo pacote, pois foi sorteada na promoção que fizemos na ocasião da Festa de Fátima) e as outras 5 pessoas são da cidade de São Paulo. Esclarecemos também que os valores monetários apurados estão absolutamente equivocados tendo em conta que cada cliente adquiriu o pacote em épocas diferentes com a variação do dólar diferente e com e sem opcional, temos absolutamente todos os documentos comprovatórios de que nossas informações são verdadeiras e que todos os documentos serão apresentados junto à autoridade competente quando necessário.

 Foi feito então uma proposta de alteração de data, com um Plus para os passageiros adicionando o Opcional Portugal como parte do pacote, de forma a compensar a cada passageiro pelo transtorno da alteração de data. Parte do grupo aceitou a proposta de remarcação, a saber, 12 passageiros/clientes, e a outra parte do grupo, 14 passageiros/clientes, solicitaram o reembolso que está para acontecer com cada um dos passageiros com a maior brevidade. A EuroAmerica inclusive disponibilizou para esta semana, na sexta-feira e sábado o seu advogado para tratar cada caso de forma individual, também continua tratando com todos os seus clientes por telefone, e-mail e whatsApp, dando toda a atenção necessária a cada um, e mantendo o canal aberto para diálogo com todos, o que descaracteriza a má fé ou idoneidade da parte da empresa.

Nota de esclarecimento

Confira abaixo a nota de esclarecimento da empresa Euro América Travels, enviada à Banda B:

A EuroAmerica Travels esclarece que na verdade o grupo não foi cancelado e sim teve a sua data postergada, com saída para 26/02/2019.

 Devido à alta variação da moeda estrangeira (indexador dos preços de viagens internacionais) que para a ocasião estava em mais de R$4,30 por dólar, isso fez que a diferença cambial entre os valores recebidos pela empresa, e o valor da moeda para o embarque, fosse de mais de hum mil dólares por pessoa, o que daria uma diferença a ser absorvida pela empresa ou pelo passageiro de mais de R$5.000,00, não sendo possível ser absorvido o impacto da elevadíssima alta do dólar por nenhuma das partes. Foi então proposto a remarcação da data da viagem.

 Esclarecemos que não existe grupo de 38 passageiros e sim de 27 pessoas, sendo 22 de Campina Grande do Sul, (uma delas não pagou pelo pacote, pois foi sorteada na promoção que fizemos na ocasião da Festa de Fátima) e as outras 5 pessoas são da cidade de São Paulo. Esclarecemos também que os valores monetários apurados estão absolutamente equivocados tendo em conta que cada cliente adquiriu o pacote em épocas diferentes com a variação do dólar diferente e com e sem opcional, temos absolutamente todos os documentos comprovatórios de que nossas informações são verdadeiras e que todos os documentos serão apresentados junto à autoridade competente quando necessário.

Foi feito então uma proposta de alteração de data, com um Plus para os passageiros adicionando o Opcional Portugal como parte do pacote, de forma a compensar a cada passageiro pelo transtorno da alteração de data. Parte do grupo aceitou a proposta de remarcação, a saber, 12 passageiros/clientes, e a outra parte do grupo, 14 passageiros/clientes, solicitaram o reembolso que está para acontecer com cada um dos passageiros com a maior brevidade. A EuroAmerica inclusive disponibilizou para esta semana, na sexta-feira e sábado o seu advogado para tratar cada caso de forma individual, também continua tratando com todos os seus clientes por telefone, e-mail e whatsApp, dando toda a atenção necessária a cada um, e mantendo o canal aberto para diálogo com todos, o que descaracteriza a má fé ou idoneidade da parte da empresa.

 Esclarecemos ainda que o Pe. Messias de Almeida é apenas nosso convidado para conduzir a Espiritualidade da viagem (como consta em contrato), e que o mesmo não faz parte da empresa e que não obtém nenhuma espécie de remuneração monetária da parte da empresa, e que o mesmo não faz parte da empresa; o único benefício que o mesmo recebe é suas despesas pagas para acompanhar o grupo como guia espiritual. É de praxe que utilizemos a foto do líder religioso para divulgar os pacotes, assim como já tivemos e temos outros Padres líderes no estado do Paraná que já viajaram conosco e continuam fazendo suas viagens. Em tempo, esclarecemos que a plotagem de um veículo gol de propriedade da paróquia com o nome da empresa, foi um patrocínio para ocasião da Festa de Fátima, por esta razão fizemos a plotagem com o intuito de divulgar nossa empresa. Em troca da referida divulgação, fizemos a doação de um pacote de viagem para que fosse sorteado na Festa de Fátima, como de fato aconteceu. Ressaltamos que já fizemos este tipo de sorteio com outros padres em outras comunidades, e que é uma prática habitual para a promoção dos pacotes de viagens junto as comunidades religiosas.

 Ainda para o caso da pessoa que fez as declarações à Banda B, a senhora Juliana Rossi Ribeiro, filha de uma de nossas clientes, a mesma tem tratado diretamente com a EuroAmerica Travels e indicou um advogado constituído o senhor Dr. Luiz Felipe Deffune de Oliveira – OAB/SP 232.099 e já foi apresentada proposta de acordo de ressarcimento acrescido de juros inclusive,  porém o mesmo disse que a cliente não aceitou a proposta e que encaminharia o caso para a esfera criminal.

 Seguimos à disposição de cada um de nossos passageiros/clientes para todas as tratativas amigáveis para o acerto financeiro com cada um deles.