Três homens suspeitos de estarem envolvidos na morte de Felipe de Almeida Matimiano, de 17 anos, foram presos por policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), nesta quinta-feira (21). O crime aconteceu no início do mês passado. Ainda, houve a tentativa de homicídio a um rapaz, de 18, que acompanhava Felipe no local do crime. Segundo a DHPP, um deles foi preso em casa. O local de prisão, dos outros dois, não foi revelado.

No dia, Felipe e seu amigo, marcaram um encontro com uma jovem, em um local não revelado. A jovem era a isca de um grupo que tinha a intenção de matar o amigo de Felipe. Segundo a polícia, o motivo do assassinato era o envolvimento com o tráfico de drogas entre quadrilhas rivais.

Ao chegarem no local, Felipe e outro jovem souberam da emboscada. Rapidamente, dois indivíduos armados efetuaram os disparos. O delegado Thiago Nóbrega da DHPP, revelou à Banda B, que na casa, onde foi feita a prisão de um dos suspeitos, a polícia encontrou grande quantidade de drogas. “Isto comprovou o motivo da tentativa de assassinato ao amigo de Felipe”, destacou.

 

Foto: Divulgação Polícia Civil do Paraná

 

A jovem responsável por atrair as vítimas para emboscada já estava presa. Antes das prisões dos demais companheiros, ela já foi cercada pela DHPP. Nisto, a suspeita confessou o envolvimento no crime.

Nóbrega afirmou que a jovem possui extensa ficha criminal, sendo que, foi presa três vezes devido ao envolvimento com o tráfico de drogas. “Ela é conhecida ‘princesa do tráfico’. Ela se valia da beleza que possuía, não só para comercializar as drogas. Como para enganar as pessoas pelo papo”, reforçou o delegado.

Com as prisões dos demais suspeitos envolvidos no crime, a DHPP informou que as investigações foram encerradas.