A Polícia Militar (PM) prendeu três pessoas acusadas de assaltar pacientes nas proximidades da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Cajuru, na madrugada desta terça-feira (26). Houve perseguição, troca de tiros e os três suspeitos – dois homens e uma mulher – se entregaram no estacionamento do Hospital Vita, na Linha Verde.

O início da perseguição aconteceu após o trio assaltar um homem que estava fazendo um lanche. “Um cara de boné me deu voz de assalto, mostrou a arma, pegou meu celular, o celular do cara do cachorro-quente, todo o dinheiro dele, e saiu. Eu fui atrás dele, nesse momento vi a viatura e pedi ajuda aos policiais”, contou a vítima à Banda B.

 

Foto: Banda B

 

O tenente Zech do 20º Batalhão da Polícia Militar (BPM) também detalhou o início da situação. “Estávamos na UPA Cajuru dando apoio para uma situação de lei Maria da Penha, quando fomos procurados por essa vítima que disse que tinha sofrido um assalto de três pessoas dentro de um Fiat Palio”, contou.

Perseguição

Pelas características, policiais iniciaram um patrulhamento pela região e encontraram o carro suspeito, na BR-277. “Eles começaram a jogar os pertences da vítima pela rodovia porque estavam tentando retirar a materialidade do crime deles. Mas, vendo que, mesmo assim, a equipe continuava atrás deles começaram a atirar e houve troca de tiros”, completou o tenente.

Nesse momento, os suspeitos decidiram se entregar, pararam o veículo e se jogaram no chão, nas proximidades do Hospital Vita. “São três pessoas presas, uma mulher e dois homens, sendo que um deles, já tinha três passagens por roubo e mandado de prisão expedido”, detalhou à Banda B.

Prisão

O motorista chegou a ser baleado na perna. A polícia ainda apreendeu o revólver usado pelos suspeitos. Eles foram levados para a Central de Flagrantes e poderão responder por assalto.

Vídeo

Assista ao vídeo registrado no local: