Dois homens assaltaram uma farmácia da rede Panvel, localizada na Rua Comendador Araújo, próximo a Praça Osório, no Centro de Curitiba, na manhã desta terça-feira (17). O assalto provocou uma sequência de tiros que assustou as pessoas que passavam pela região.

Os tiros vieram da arma de uma policial militar que tentou impedir com que um dos assaltantes fugisse. O fato ocorreu por volta das 9h. Após o assalto, os homens saíram para lados diferentes da Rua. Um deles foi preso e o outro escapou.

A policial que passava em frente ao local percebeu a situação que ocorria na loja e perseguiu um dos assaltantes. Na corrida, ela deu voz de prisão ao suspeito, mas, o homem não parou. Ignorada, a policial mirou para acertar o bandido, no entanto, com a alta quantidade de pessoas no local, ela preferiu atirar para cima, relataram testemunhas. Neste momento, o suspeito acabou rendido.

 

Foto: Djalma Malaquias/Banda B

O vendedor de cocada, César Tadeu Araújo, que estava indo trabalhar, levava o seu carrinho com doces na direção oposta em que o assaltante corria. César conta que “ficou branco”  pelo susto que tomou, quando percebeu o que iria acontecer.

“Eu atravessava a rua, quando a policial mirou nas costas do bandido. Ela me viu e mudou a direção para cima. Daí, deu os disparos”, comentou. O vendedor completou a informação ao dizer que logo depois dos tiros, o homem foi preso.

Uma funcionária de uma outra loja, próxima à farmácia que foi assaltada na manhã desta terça-feira, também disse que já foi vitima de assaltos no trabalho. Em entrevista à Banda B, a colaboradora que preferiu não se identificar, afirmou que a região é um local perigoso, e por isto, as pessoas possuem muito medo, pois é comum acontecerem situações como esta.

“Aqui faz um tempo que não é assaltado, mas tem assalto toda semana. Nós temos que tomar bastante cuidado. Temos que nos cuidar, por que, eles só ficam de olho; esperando”, analisou.

César concluiu que apesar do medo que sentiu, e mesmo estando em uma região com muitas pessoas, a policial agiu de forma correta ao tomar a atitude de dar os disparos para cima.

“Se eles me acertassem, eu teria morrido no meio da rua”, finalizou.

Um dos assaltantes está foragido e o rapaz preso foi encaminhado a Central de Flagrantes.

A Banda B procurou a assessoria da Panvel para manifestação e aguarda retorno.