Por Elizangela Jubanski e Djalma Malaquias

taradaoSuspeito é casado e tem dois filhos pequenos. Foto: DM/Banda B

Um homem de 35 anos foi detido pela Guarda Municipal (GM) na manhã desta terça-feira (6) como suspeito de ter assediado duas estudantes. Ele teria passado a mão nas adolescentes quando elas seguiam para a Escola Estadual Eurides Brandão, por volta das 7h30. A GM de Curitiba foi acionada e conseguiu encontrar o homem dentro de um parque. As garotas o reconheceram e ele está detido no 11º Distrito Policial.

O assédio denunciado pelas estudantes aconteceu próximo a escola, que fica na rua Jair Coelho, no Conjunto Diadema, na CIC, quando as garotas seguiam a pé para a aula. Quando elas passavam por um parque, usado para encurtar o caminho, o suspeito passou a mão e ainda beliscou uma delas, segundo a versão das meninas. Bastante nervosas, elas chegaram à escola e contaram o abuso a um primo. Esse garoto procurou a GM, enquanto as meninas foram atendidas pela direção da escola.

A guarda municipal Fátima, que participou da prisão do suspeito, contou que ele saia do parque quando foi abordado. “Esse primo das vítimas veio até nós e contou que um homem estava aliciando as estudantes que passaram pelo parque, rumo à escola. Fomos atrás e elas confirmaram que ele passou a mão nelas. Com as características dele conseguimos encontrá-lo saindo desse parque”, disse a guarda.

O suspeito foi levado até o 11º DP e reconhecido pelas duas adolescentes. “Isso nunca tinha acontecido. Tenho medo agora de voltar pra aula, pensar que tem alguém atrás de mim. Ele não disse nada, passou a mão e saiu correndo. Ele chegou a beliscar, está doendo até agora”, disse a estudante de 17 anos, que reconheceu o homem na delegacia.

Segundo a guarda, o suspeito usou de maldade ao beliscá-las. “Ele foi maldoso, mesmo. Uma delas ficou bem assustada e não queria mais ir para a escola”, finalizou. Ainda, na região, há informações de que um homem estaria se masturbando nas proximidades do colégio. Não se sabe se o suspeito é o mesmo e o envolvimento será investigado.

O suspeito negou o crime, mas preferiu não falar depois de ser reconhecido pelas garotas. O homem é casado e tem dois filhos – de 4 e 2 anos. Ele está detido e o delegado deve decidir por qual autuação vai responder.