Por Luiz Henrique de Oliveira e Djalma Malaquias

Um jovem foi levado à delegacia em Curitiba, na madrugada desta sexta-feira (6), depois de ser flagrado com ‘comprimidos de WhatsApp‘. Não, ele não estava viciado no aplicativo (app), usado por onze de cada dez brasileiros. Na verdade, a droga era ecstasy e tinha o formato do ícone do app.

whatsEcstasy tinha formado do ícone do WhatsApp(Foto: Reprodução Google Imagens)

A delegada Márcia Marcondes, de plantão no Centro de Atendimento Integrado ao Cidadão, o Ciac-Sul, disse que ficou surpresa com o que viu. “Eu nunca tinha visto nada assim antes. Achamos curioso, esse formato realmente nos surpreendeu, porque foi uma novidade para todos”, contou à Banda B.

Márcia brincou que o formato da droga não tem relação com o bloqueio do aplicativo, que aconteceu nesta semana em todo o Brasil. “Até brincamos que estavam investigando essa ‘nova droga’ e, por isso, houve o bloqueio. Mas, falando sério, as informações sobre o caso serão todas passadas à Denarc (Divisão de Narcóticos), para que se chegue ao responsável pelo tráfico”, concluiu.

O jovem disse na delegacia que a droga seria usada para recreação. Ele assinou um Termo Circunstanciado (TC) e foi liberado.