Um homem, de 33 anos, foi preso preventivamente por ser o principal suspeito de ter matado um rapaz, de 30, no dia 16 de junho deste ano, no bairro Sítio Cercado, em Curitiba. A prisão aconteceu nesta segunda-feira (14), cerca de seis meses após o homicídio, na Vila Militar, em Piraquara, na Região Metropolitana.

A Polícia Civil, que investigou o assassinato, chegou a conclusão de que o caso se trata de um crime passional. Segundo apurado, o suspeito conhecia a esposa da vítima e seria apaixonado por ela. Ambos teriam se conhecido em Rio Negro, também na Região Metropolitana de Curitiba, quando ele esteve preso.

Após deixar a prisão, o criminoso teria começado a enviar cartas à mulher na tentativa de ter um relacionamento com ela. Porém, por estar casada com Wesley, o suspeito decidiu matá-lo no intuito de ficar junto da esposa dele.

Foto: Daniela Sevieri/Banda B

Ele responderá por homicídio qualificado.

Crime

A vítima chegou a ser socorrida em estado gravíssimo depois de ter sido atingida por um tiro na região da cabeça. Na época, a Polícia Militar (PM) afirmou à Banda B que ninguém soube dar informações sobre a autoria do crime.

O alvo moraria no Sítio Cercado e teria sido baleado a poucos metros de casa. À polícia, familiares da vítima não souberam apontar qualquer relação do rapaz com algum crime ou pessoas do meio.

A esposa afirmou aos policiais que não viu quem foi o atirador e disse que apenas viu “uma pessoa correndo depois de efetuar o disparo”, segundo explicou o cabo Cândido, da PM, à Banda B no dia do crime.