Por Felipe Ribeiro e Antônio Nascimento

A morte cruel de Francisco Alves, de 35 anos, foi desvendado pela Delegacia de Colombo nesta sexta-feira (7). De acordo com a Polícia Civil, Welington de Oliveira Frauzino, de 20 anos, matou Alves incendiado enquanto a vítima ainda estava com vida. O crime ocorreu em abril deste ano e exames da Criminalística apontam que a vítima já havia sido baleada antes da chamas.

Welington confessou o crime (Foto: Antônio Nascimento - Banda B)Welington confessou o crime (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

Segundo o delegado Erineu Portes, Jonas já tinha a intenção de matar Welington e contou com a ajuda de Cristiano Deonizio dos Santos. “Após o disparo, ele voltou com um galão de gasolina e queimou a vítima ainda viva, o que mostra toda a frieza dele, já que a vítima demorou para ser identificada”, relatou.

Welington alega que Jonas teria abusado da sobrinha de oito anos, o que é negado pela polícia por qualquer ausência de boletim de ocorrência. “Para mim está claro que há um envolvimento com as drogas de ambos”, concluiu.

Cristiano foi preso há cerca de duas semanas por outro crime. Ele chegou a fugir da Casa de Custódia de Piraquara, mas já está detido.

Outro crime

Por outro homicídio em Colombo, foi preso também Alcides de Souza, de 41 anos. Ele foi condenado por um crime ocorrido em 2008 e estava foragido.