José Lourenço da Silva, de 40 anos, morreu em troca de tiros com a Polícia Militar (PM), na tarde desta terça-feira (28), na Rua Magnólia, no bairro Campina da Barra, em Araucária, Região Metropolitana de Curitiba. Ele era suspeito de ter matado um homem, de 28 anos, quando a vítima deixava a filha em um CMEI (Centro Municipal de Educação Infantil) de Campo Largo, em outubro deste ano.

1701210727789846
José Lourenço da Silva – Foto: Reprodução

Segundo o tenente Carassai, da PM, além do homicídio, José também tinha passagens por roubo de caixas eletrônicos, tráfico de drogas e um mandado de prisão em aberto por conta de um sequestro.

“As equipes de inteligência estavam atrás desse indivíduo há muito tempo. Ele seria o autor do homicídio ocorrido em uma creche de Campo Largo. As investigações apontaram uma residência onde ele estaria escondido. A equipe Rone veio até o local e foi recebida com tiros pelo suspeito”, explicou o tenente.

WhatsApp Image 2023-11-28 at 18.30.14
Foto: Cristiano Vaz/Banda B

Ainda segundo os relatos da equipe policial, José teria dito que só sairia dali morto. Ele acabou atingido por um disparo e morreu no local.

A arma utilizada pelo suspeito no confronto com os policias é do mesmo calibre do armamento usado no assassinato do homem em Campo Largo. A polícia acredita que pode se tratar da mesma arma.

Nenhum policial ficou ferido.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Suspeito de matar homem na frente da filha em CMEI morre em confronto com a polícia em Araucária

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.