Duas suspeitas de  integrar uma associação criminosa especializada em fraudes na venda de imóveis foram presas em flagrante nessa segunda-feira (30). A ação foi realizada pela Polícia Civil do Paraná (PCPR), no Centro de Curitiba. O prejuízo das vítimas ultrapassa a margem de R$ 1 milhão.

No momento em que foram presas, as mulheres de 30 e 67 anos estavam tentando formalizar um contrato fraudulento de compra e venda de imóvel, em um cartório da região Central da capital paranaense.

Foto: Divulgação Polícia CivilSegundo a PCPR, o golpe consistia na falsificação de documentos de verdadeiros proprietários de imóveis. Os anúncios são feitos por corretores imobiliários e a formalização dos contratos fraudulentos de compra e venda são feitos em cartórios, através do documento de posse da casa ou apartamento.

Segundo as investigações, os golpes estariam ocorrendo há pelo menos dois anos. Ao menos nove crimes foram constatados na prática criminosa, entre eles falsificação de documento público, falsidade ideológica, uso de documento falso, associação criminosa e estelionato consumado e tentado.

A dupla foi autuada em flagrante por todos esses crimes. As investigações continuam a fim de apurar o envolvimento de  corretores imóveis na prática criminosa.