Uma briga por intolerância entre skinhead e punks deixou três homens gravemente feridos na noite deste sábado (2), no bairro São Francisco, em Curitiba. As vítimas são punks moradores de São Paulo, que estão na capital há poucos dias. Eles foram esfaqueados pelo grupo rival que continha cerca de vinte skinhead. Moradores da região viram as agressões e acionaram a polícia. Duas vítimas correm risco de morrer.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o acionamento aconteceu por volta das 22h40. Ambos teriam se encontrado na rua Inácio Lustosa esquina com a Trajano Reis, próximo ao Largo da Ordem, e no mesmo local iniciaram as agressões. Duas viaturas da polícia chegaram ao local em poucos minutos, mas o grupo de skinhead já tinha ido embora.

Três ambulâncias do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foram acionados. Os punks, que têm idade de 30 a 37 anos, estavam com diversos cortes e perfurações pelo corpo. O sargento Vieira, que socorreu uma das vítimas, confirmou a gravidade à Banda B. “Estávamos retornando de uma situação e fomos acionados para dar apoio a outras duas ambulâncias poque eram três vítimas graves. Todos eles tinham muitas perfurações pelo corpo e são consideradas de risco. A vítima que atendemos tem 37 anos, estava com ferimento nas costas e era o que menos apresentava riscos. Já os outros, correm”, descreveu.

As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Cajuru e Evangélico. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deve iniciar as investigações ainda hoje. Câmeras de segurança devem auxiliar na identificação dos agressores. A rivalidade entre os dois grupos acontece há décadas do Brasil pelas ideologias diferentes. Os grupos de skinheads brasileiros são geralmente ligados a ideologias de extrema-direita e neonazistas. Já a cultura punk tem ideias apartidárias, anarquistas e socialistas.

 

Notícias relacionadas: