Serralheiro de 42 anos foi brutalmente agredido (Foto: Daniela Sevieri – Banda B)

Um serralheiro, de 42 anos, foi brutalmente agredido a tijoladas e madeiradas no começo da noite desta quarta-feira, em um beco que faz esquina com a Rua Professor Rodolfo Belz, no bairro Santa Cândida, em Curitiba. De acordo com as primeiras informações repassadas para a Polícia Militar (PM), ele seria suspeito de ter cometido roubos na região e por isso foi amarrado, entretanto a versão dele é outra.

O serralheiro, que não será identificado, estava sozinho, muito machucado e preso nas grades de um comércio. Ele explicou que foi confundido e que é inocente. “Não fiz nada, juro por Deus. Dois caras roubaram e estão falando que eu roubei. Eu sou trabalhador, não fiz nada. A única coisa que fiz foi trazer uma ex-namorada aqui nesta biqueira de drogas de madrugada”, disse à Banda B.

A vítima explicou que foi agredida quando voltou do trabalho. “Veio um monte de cara com ripa querendo me bater. Isso aconteceu por causa de uma ex-namorada. Ela causou isso, porque já paguei drogas para ele e ontem só a trouxe aqui”, garantiu.

O homem foi solto pela PM e encaminhado até a Unidade de Pronto Atendimento do Boa Vista para atendimento médico. Depois de receber alta, ele será liberado, porque no local ninguém apareceu para formalizar a acusação e explicar o motivo do espancado.