Sem efetuar nenhum disparo de arma de fogo, a Guarda Municipal de Curitiba e Campo Largo prenderam dois assaltantes depois de uma perseguição, na noite desta quinta-feira (17). Ambos são suspeitos de praticarem roubos contra mulheres que caminhavam sozinhas pelas ruas, geralmente indo para o trabalho. Quinze celulares foram encontrados com a dupla.

Uma mulher foi assaltada no início da manhã de ontem, às 5h13, quando saia para trabalhar, na avenida Padre Natal Pigato, e comunicou o roubo a uma viatura da GM de Campo Largo. A equipe conseguiu as imagens de câmera de segurança no local (assista abaixo) e emitiram o alerta das características do carro que dava suporte ao assalto.

De acordo com o guarda municipal Arruda, no período da noite, houve outro assalto e informações novas. “Eles atacavam exclusivamente mulheres, um pessoal covarde, dois marmanjos. Foi repassado essas características a equipe, mas nada foi encontrado. Durante o dia, o pessoal estava atento e, por volta das 22 horas, iniciaram ligações para a central relatando novos roubos. Achamos bem parecido o modus operandi e uma das vítimas disse que eles estavam com um Ford Fiesta de cor prata, com a placa anotada”,

Com as informações da placa do carro suspeito nos roubos, guardas municipais identificaram o veículo acessando a BR-277, sentido Curitiba. “As equipes iniciaram o acompanhamento, fizeram contato com a GM de Curitiba para fazer o bloqueio. No limite entre Campo Largo e Curitiba, pelo Contorno Sul, os indivíduos entraram para o São Braz e lá eles se entregaram, depois de notarem que estavam totalmente cercados, na rua Pedro Correa da Cruz esquina com a Japira. Dentro do carro estavam os celulares das vítimas, e eles confessaram que na casa deles tinham mais”, completou Arruda.

Ao todo, foram encontrados quinze celulares. A dupla, que tem 20 e 38 anos, foi presa em flagrante por roubo. Outras vítimas poderão se apresentar e fazer o reconhecimento na Delegacia de Campo Largo.