A rebelião da Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC), no Oeste do Paraná, completa mais de 24 horas nesta sexta-feira (10), sem acordo entre os presos e a polícia. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp) afirmou que as negociações prosseguem.

De acordo com a Sesp, diferente do que foi informado anteriormente, apenas um preso foi morto na rebelião. Existe a suspeita de mais um caso dentro da unidade prisional, que será apurado apenas quando o motim terminar.

Ao longo do dia, 270 detentos que não se envolveram no motim foram transferidos para a penitenciária ao lado da PEC.

Durante as negociações, os presos concordaram em liberar um dos agentes reféns em troca de água e comida. No entanto, depois que os policiais entregaram o que foi pedido, eles voltaram atrás e não cumpriram com o combinado.