Um rapaz de 27 anos foi preso em casa com 135 buchas de maconha e diversos aparatos para a compra e venda de drogas, no bairro Novo Mundo, em Curitiba. Ele trabalhava em uma fábrica de pão, estaria afastado pelo INSS por questões de  saúde e alegou que entrou para o tráfico motivado pelo irmão. Ele não tinha passagem pela polícia.

 

Drogas apreendidas pela polícia. Foto: Banda B

 

De acordo com a Polícia Militar, o homem estava na rua e ficou nervoso com a presença da viatura. O tenente Cardoso da Rone contou que ele entrou em um beco para tentar fugir. “Estávamos patrulhando a região, quando vimos que um homem ficou nervoso ao ver a viatura, ficou olhando para os lados, começou a andar para o lado contrário e o paramos para fazer a abordagem. Ele correu para um beco, fomos atrás e conseguimos encontrá-lo em uma última casa desse beco. Lá, encontramos com ele dez tabletes de maconha e na casa balança de precisão e resquícios de drogas, como se estivesse cortado drogas recentemente”, detalhou à Banda B.

Em uma busca pela casa, a polícia encontrou mais drogas e um simulacro de fuzil. “Encontramos mais 125 tabletes pequenos de maconha, haxixe e 13 comprimidos de ecstasy”, disse ele.

Para os policiais, o homem deu uma versão de que trabalhava em uma fábrica de pão, ficou doente e precisou se afastar do emprego. “Primeiro ele disse que era para consumo próprio, mas fomos encontrando mais e ele resolveu falar. Ele contou que está afastado por questão de saúde, que não estava conseguindo trabalhar e resolveu traficar com apoio do irmão, que seria o cabeça do tráfico de entorpecentes, que comprou a droga para ele iniciar no ramo”, finalizou o tenente Cardoso à Banda B.

O homem foi preso e encaminhado à Central de Flagrantes.