Vítima se despediu do amigo no portão do condomínio. Foto: Polícia Civil

 

 

O rapaz de 34 anos encontrado morto na tarde desta terça-feira (26) dentro do apartamento onde morava no bairro Rebouças, em Curitiba, pode ter sido vítima de uma overdose. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) teve acesso às câmeras de segurança do condomínio, onde que mostram a vítima se despedindo de um colega e retornando sozinho ao apartamento. Para a polícia, há evidências de que o rapaz possa ter tido uma overdose.

De acordo com o delegado Tito Livio Barichello da DHPP, as imagens foram analisadas pela equipe de investigação. “Essa pessoa do sexo masculino, que chegou ao apartamento com a vítima na madrugada de domingo, saiu do prédio normalmente, como pudemos ver por câmeras de segurança. Ele saiu do local com a vítima viva, eles se abraçaram na saída. Então, essa hipótese, com esse homem, está completamente descartada”, disse à Banda B.

O apartamento fica no cruzamento das ruas Getúlio Vargas e Lamenha Lins. Uma amiga da vítima desconfiou da falta de comunicação, foi até o apartamento e o encontrou sem vida, em cima da cama.

Segundo as informações policiais, vários objetos foram levados para a perícia – garrafa de vinho, de água, taças, abridor de garrafa, caixa de chocolate e maços de cigarro. “A vítima faleceu, aparentemente, sozinha, em seu apartamento. Encontramos uma certa quantidade de drogas junto ao leito onde a vítima estava, então não podemos descartar até mesmo uma overdose. Temos que aguardar o laudo pericial”, finalizou o delegado.

Notícias relacionadas: