A Polícia Militar (PM) prendeu um rapaz de 30 anos em flagrante acusado de amedrontar a ex-namorada por meio de um falso artefato explosivo. Ele ainda descumpriu uma medida protetiva que o proíbe de estar próximo a ela e aos familiares. O rapaz deixou uma caixa em frente a casa dela, Uberaba, em Curitiba, e disse se tratar de uma bomba. O Esquadrão Antibombas foi acionado e encontrou a caixa: dentro havia apenas um sabonete e uma mensagem escrita à mão.

Para a Banda B, o tenente Eleutério do 20º BPM disse que o rapaz foi visto pelos vizinhos deixando uma caixa em frente a casa dela. “Ela entrou em contato conosco e disse que o ex- namorado tinha passado em frente a casa dos pais e deixado um pacote, onde ela suspeitava ser uma bomba. Fomos até o local, isolamos a área e acionamos o Esquadrão Antibombas”, contou.

 

Foto: Divulgação/Foto ilustrativa

 

Segundo ele, a ex-namorada possui uma medida protetiva contra ele. “Esse rapaz já tem um histórico bem extenso de violência doméstica contra essa garota e, por isso, bem conhecido dos vizinhos devido a diversos problemas. Então, vários moradores relataram que viram esse rapaz colocando a caixa ali perto”, detalhou. “Além disso, ele ligou para o atual namorado da garota, teria ligado porque a gente não tem como confirmar isso, agora. Na ligação, ele deu a entender que alguém iria se machucar com aquela caixa”, completou o tenente.

Caixa

O Esquadrão Antibombas cumpriu todos os protocolos para reduzir os impactos de uma possível explosão. Dentro da caixa havia um sabonete e uma mensagem para a ex-namorada, não descrita pelos policiais.

Ele foi preso no bairro Pilarzinho e levado para a Central de Flagrantes.