Um trabalhador de 33 anos foi assassinado por um grupo de motociclistas na noite deste sábado (18), em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Segundo amigos, Thiago Dolenga derrubou motocicletas ao dar a ré no estacionamento de um bar. Logo disso, foi perseguido e morto a tiros. A Polícia Militar (PM) tem características dos atiradores e câmeras de segurança estão auxiliando os investigadores da Delegacia do Alto Maracanã.

 

Foto: Mariano Gomes/Colaboração

 

Segundo amigos, Dolenga e outros colegas saíram de uma confraternização empresarial, em Campina Grande do Sul, e estenderam o evento para um bar na região do Alto Maracanã, já em Colombo.

Na saída, Dolenga deu a ré e derrubou três motocicletas que estavam paradas em frente ao bar. Amigos disseram que ele não notou e foi embora. No entanto, os motociclistas o perseguiram, assim que notaram o que tinha acontecido.

 

Foto: Mariano Gomes/Colaboração

Morte

Na rua Huckcilei, no bairro Atuba, o motorista foi alcançado pelos motociclistas. Dolenga bateu o carro fortemente contra um poste de iluminação e ainda foi baleado. O cabo Lima do Siate disse que ele morreu na hora. “Entrou para a gente como se fosse um acidente, mas chegando aqui vimos que ele tinha ferimentos por arma de fogo, no pescoço e na cabeça. Ele estava com a frente destruída por causa da batida contra o poste”, descreveu à Banda B.

A Polícia Militar (PM) esteve no local e fez rondas na região. O tenente Maietini confirmou a versão dada pelas testemunhas. “Uma discussão de trânsito que terminou nessa tragédia, é um homem que não tem passagem pela polícia, pai de família, tem esposa, trabalha, não tem nada de errado, mas acabou passando por essa situação”, concluiu o tenente.

Investigação

Foto: Reprodução/Facebook

 

O corpo de Dolenga foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. A Polícia civil está analisando câmeras de segurança para auxiliar na identificação do suspeitos. Testemunhas e amigos da vítima deverão prestar mais informações na manhã de hoje.