Quatro bicicletas compartilhadas em Curitiba são furtadas: “Achado não é roubado”

Sistema foi implantado para que bicicletas e patinetes sejam locadas por usuários

A primeira madrugada do sistema de compartilhamento e aluguel de bicicletas e patinetes elétricos em Curitiba registrou quatro furtos em poucas horas. De acordo com informações da  Guarda Municipal, duas bikes chegaram a ser recuperadas e os ladrões foram presos em flagrante. As outras duas não foram encontradas. Nos dois flagrantes, os suspeitos disseram a mesma coisa: “Achei na rua e achado não é roubado“, relatou o guarda municipal Geremias, à Banda B.

Bicicleta usada em Curitiba pela Yellow Box – Foto Divulgação

A startup Yellow passou a oferecer nesta quarta-feira (23) o sistema inédito da cidade em que qualquer pessoa pode compartilhar bicicletas e patinetes em uma área determinada da cidade. O usuário faz a locação por meio do aplicativo e paga um aluguel por isso. Pega o veículo em qualquer lugar da área delimitada e larga também em qualquer lugar. As bikes e patinetes podem ser rastreadas por GPS.

O primeiro furto aconteceu por volta da 1h30, na Rua José Loureiro, na Praça Carlos Gomes, no centro de Curitiba. Segundo o guarda Geremias, o flagrante foi feito no momento em que um homem tentava destravar a bicicleta. “Chegamos e o flagramos praticando o furto. Ele disse que achou na rua e achado não é roubado. Enquanto fazíamos o flagrante, outro rapaz passou pedalando mais uma bicicleta. Abordado, ele disse a mesma coisa, que achado não é roubado. Os dois foram levados para a Central de Flagrantes”, disse o guarda.

Na delegacia, os dois suspeitos estavam sem documentos e ficaram detidos até a identificação ser confirmada.

Transtorno na madrugada

De acordo com o guarda, a madrugada desta quinta-feira foi de transtorno para a Guarda Municipal por causa dos furtos de bicicletas.

“Não sei se isso vai dar certo não. As bicicletas e os patinetes ficam na rua. Nesta madrugada passamos o tempo todo correndo atrás de bicicletas. Duas conseguimos pegar e outras duas não. Foi um transtorno imenso”, afirmou.

Nota da Yellow Box

A Yellow está em contato com a Guarda Civil Municipal e demais órgãos competentes e criou com eles um canal de comunicação para atuação coordenada nesse tipo de caso.

As bikes Yellow foram desenvolvidas com peças exclusivas, que não se adaptam a outros modelos. Contamos ainda com um time de guardiões – nossa equipe de rua – que é responsável pelo monitoramento e organização das bicicletas.

Todos elas são rastreadas por sistema GPS – o que já evitou episódios indesejados e ainda levou à recuperação de bicicletas e à apreensão de pessoas envolvidas nesses casos.

Importante ressaltar também que o usuário pode participar desta prevenção, fazendo denúncias tanto no próprio app como direto com a polícia, o que tem sido muito eficiente”, diz a empresa em nota enviada à Banda B.

O sistema

A empresa informou que serão colocados 400 bikes e 100 patinetes disponíveis para locação. O lançamento do sistema foi feito junto com o prefeito Rafael Greca, na terça-feira. “Peço aos curitibanos que abracem essa ideia para que tornemos a cidade mais amigável às bicicletas”, disse o prefeito ao receber Renato Freitas, um dos fundadores da Yellow.

Freitas afirmou que a ideia é, mesmo, que as bicicletas e os patinetes da Yellow sejam um complemento do transporte público, sendo usados não para deslocamentos longos, mas para pequenas distâncias, de um ou dois quilômetros. “Por exemplo, para ir de casa aos terminais de ônibus, ou da saída dos terminais ao trabalho”, reforçou o empreendedor, um dos cofundadores do aplicativo 99 Táxis, vendido à chinesa Didi Chuxing no início do ano passado e considerado o primeiro “unicórnio” (startups que valem mais de US$ 1 bilhão) brasileiro.

Área e preço

A Yellow inicia a operação de bicicletas no sistema dockless (sem estação para retirada e devolução) nos bairros Centro, Centro Cívico, Ahu, Cabral, Juvevê, Alto da Glória, Hugo Lange, Alto da Rua XV, Batel, Seminário, Rebouças e Campina do Siqueira. Já a locação de patinetes começa na região do Alto da Glória (2,5km²).

O preço é R$ 1 a cada 10 minutos para as bikes. Para o patinete é R$ 3 o desbloqueio mais R$ 0,50 a cada minuto de uso. A Yellow funciona via aplicativo, disponível para Android e iOS. O usuário pode encontrar uma bike ou patinete na rua ou localizar o mais próximo por um mapa no aplicativo.

Relacionada: