C.A.S.J., de 32 anos, confessou os crimes de pedofilia Foto: Divulgação/Polícia Civil do Rio Grande do Sul

Um homem que se apresentava como “empresário de futebol” foi preso preventivamente nesta quinta-feira, no Rio Grande do Sul, com 2 mil imagens pornográficas de adolescentes em aparelhos celulares encontrados em sua residência, no município de Santa Maria. Na Delegacia de Polícia de Cruz Alta, C.A.S.J., de 32 anos, confessou que atraía meninos com o sonho de serem jogadores profissionais de futebol para manter relações sexuais com eles, em troca de presentes. Antes, iniciava uma conversa no WhatsApp com as vítimas, para ganhar sua confiança e começar seu plano pedindo fotos deles em posições eróticas.

As imagens e diálogos monstram que C.A.S.J. primeiro aliciava os adolescentes para que lhes remetessem fotografias pornográficas. Depois, marcava encontros e mantinha relações com os adolescentes. O caso está sendo tratado pela Polícia Civil do RS como um “verdadeiro comércio sexual”, em que os meninos eram atraídos à prostituição, integrando o “mercado dos prazeres sexuais”. Também foi possível verificar que o investigado se comunicava com outros suspeitos no Brasil todo, trocando fotos e telefones de menores de idade, numa “verdadeira rede de pedofilia”.

Para ler a matéria completa no Extra clique aqui.