Os policiais militares que agiram com violência contra um homem cadeirante, um jovem e uma mulher em Piracicaba (SP) foram afastados.

A SSP (Secretaria da Segurança Pública) confirmou nesta quarta-feira (3) o afastamento dos dois policiais militares. Os agentes teriam dado um chute no peito do homem cadeirante e o derrubado. Ele era o pai do jovem que estava sendo abordado.

O órgão disse que a conduta registrada não condiz com os protocolos operacionais da PM. Um inquérito Policial Militar também foi instaurado para apurar os fatos. A SSP não informou, porém, qual o tempo previsto de afastamento.

cadeirante-pm
Foto: Reprodução

Vídeos da ação mostram dois agentes da PM discutindo com um jovem sem camisa, na cozinha de uma casa. Imagens foram gravadas por uma pessoa da família, que também estava na residência, no bairro do Cantagalo.

À medida que a confusão começa a se tornar acalorada, os agentes começam a gritar e ameaçam prender o jovem. “Mão na cabeça”, grita um dos agentes da Rocam (Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas).

O pai do jovem, cadeirante, surge na cozinha e começa a gritar para os policiais pararem com as agressões. Ele empurra um dos PMs e leva um chute no peito, que faz a cadeira de rodas escorregar para trás. Em seguida, o agente derruba uma estante de mantimentos em cima do homem.

Outras duas mulheres aparecem pedindo para os policiais pararem e saírem da casa. Um terceiro PM aparece, dificultando a gravação das imagens. Uma das mulheres reclama e é empurrada por ele.

Policiais seguram o jovem, que se debate enquanto apanha. É possível ouvir descargas de choque da pistola taser no corpo do rapaz. Ao final, o jovem é colocado numa viatura e levado a uma delegacia, onde foi lavrado um boletim de ocorrência.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Policiais que agrediram cadeirante durante abordagem são afastados em SP

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.