Uma catadora de materiais recicláveis ficou desesperada ao receber a polícia, na tarde desta quarta-feira (6) no local onde mora, após uma denúncia sobre maus-tratos contra cães no bairro Santa Cândida, em Curitiba. Os animais passaram por tratamento veterinário e a mulher receberá ajuda.

A denúncia feita à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) dava conta de que em uma casa havia três cachorros acorrentados. No local, o delegado Matheus Laiola afirmou que a situação era delicada. “Explicamos para ela sobre a denúncia e ela ficou desesperada. Disse que não poderia perder os animais e que eles eram a vida dela”, disse à Banda B.

Segundo Laiola, a trabalhadora não tinha a intenção de mau tratar os cães. “Ela é uma pessoa extremamente pobre e carente”, mencionou.

“Ela disse que precisa construir um muro para poder soltar os animais, se não eles fugiriam, o que já aconteceu em outras situações”, destacou o titular da DPMA.

Após a conclusão sobre a atual situação da catadora, uma campanha para conseguir arrecadar fundos com a finalidade de construir o muro na casa dela foi criada. “Estamos nos mobilizando para conseguir alimentação para a senhora e para os animais também”, disse o delegado.

“Nem tudo que a gente vê realmente é. Os animais viviam acorrentados, sim, mas a mulher não tinha condições alguma de oferecer outra qualidade de vida para os animais. Percebemos que ela tem um carinho muito grande por eles mesmo”, concluiu.

Os cães passaram por tratamento veterinário e foram devolvidos à tutora, além de terem recebido casas novas e rações. Quem quiser ajudar a catadora e os cães pode entrar em contato com a ONG SOS Quatro Patas pelas redes sociais.