O Inquérito Policial da morte de Alekssandro Santos da Silva, de 19 anos, foi concluído pela Polícia Civil do Paraná (PCPR). O crime ocorreu no dia 05 de janeiro, deste ano, no bairro Capão Raso, em Curitiba. O suspeito, de 36 anos, teve o mandado de prisão temporária cumprido na terça-feira (09).

O suspeito foi preso pela Polícia Militar do Paraná (PM), no dia seguinte ao crime. Na ocasião, os policiais militares foram acionados por testemunhas que se diziam ameaçadas pelo suspeito com uma arma. Quando chegaram ao local, a equipe foi recebida com tiros e houve um confronto com o suspeito.

 

 

Cercado, o suspeito invadiu uma casa e fez a moradora de refém. Em seguida, ele foi preso e autuado em flagrante por ameaça, desacato, homicídio tentado, porte ilegal de arma de fogo, resistência e sequestro.

A arma de fogo apreendida com o suspeito foi encaminhada à perícia, passando por um confronto balístico com estojos e projéteis encontrados na cena do homicídio contra Silva. Segundo os policiais, esta prova foi importante para a investigação do caso.

O suspeito já possui uma extensa ficha criminal e agora também responderá pela prática de homicídio qualificado por motivo torpe.

O crime

Nas investigações da PCPR, foi apurado que o crime foi motivado por desacertos relacionados ao tráfico de drogas. A vítima foi encontrada por familiares na rua próximo à casa que morava. Naquele momento, ele ainda estava com vida e foi encaminhado ao hospital. No entanto, não resistiu aos ferimentos.