Por Marina Sequinel e Flávia Barros

suspeitos-pedofilia(Foto: Colaboração)

Dois homens, de 46 e 56 anos, foram presos na manhã desta quinta-feira (20) em Curitiba, acusados de crimes relacionados à pedofilia e estupro de vulnerável. A ação fez parte da Operação “Anjo da Guarda”, realizada pelo Núcleo de Proteção a Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria).

A primeira busca aconteceu no bairro Bacacheri, onde um homem de 56 anos foi detido suspeito de abusar sexualmente da filha, desde quando ela tinha 12 anos (hoje tem 15), e da neta da companheira, na época com quatro anos de idade e agora com sete.

Segundo a delegacia-titular do Nucria, Daniela Andrade, o homem também filmava os atos criminosos. “Ele despia as meninas, as manipulava sexualmente e ainda produzia imagens disso. De modo informal, assim que realizamos a prisão, a mulher dele disse que não sabia de nada, mas ela ainda deve prestar depoimento na delegacia”, relatou.

Já no segundo caso, a polícia prendeu em flagrante um homem de 46 anos, que guardava conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes em aparelhos eletrônicos. “Ambas as ocorrências nós descobrimos a partir de denúncias anônimas. Ao cumprir mandado de busca e apreensão nesta situação, nós encontramos um celular na cabeceira do suspeito com pelo menos 11 imagens dessa natureza”, completou a delegada.

De acordo com ela, é importante que os pais falem com os  filhos sobre o que é e o que não é normal. “Infelizmente, muitos casos acontecem dentro da família. É essencial que se explique para os pequenos o que os adultos não podem fazer. A menina de quatro anos, por exemplo, abusada pelo avô postiço, achava que aquilo era normal, não tinha nenhuma noção do errado. A orientação é sempre de conversar muito, de orientar”, finalizou.

Os dois suspeitos estão presos no Nucria, onde permanecem à disposição da Justiça. Eles devem responder por estupro de vulnerável e crimes relacionados a pedofilia.