Nove pessoas foram presas em um trabalho conjunto da Polícia Militar (PM) e a Polícia Federal (PF) na Operação Resposta realizada durante o ano passado no Paraná. A operação teve inicio em fevereiro, após a invasão de um grupo criminoso a uma agência bancária no centro de Telêmaco Borba, nos Campos Gerais. Na época, os criminosos entraram em confronto com equipes da PM e o soldado Welintgton Rafael Moreira morreu durante a troca de tiros. Além dos presos, foram apreendidos 2 fuzis, 2 pistolas, 1 revólver, 1 colete balístico e munições de diversos calibres. O balanço da operação foi divulgado nesta quinta-feira (7), no Quartel do Comando-Geral da PM, em Curitiba.

 

Soldado Rafael morreu em confronto – Reprodução

 

De acordo com o coronel Hudson Leôncio Teixeira, subcomandante Geral da PM, o grupo agia no Paraná e em outros Estados. “Quatro destes presos são líderes desta quadrilha. Nesta quarta-feira (7) tivemos uma fase desta operação em que as equipes prenderam um individuo conhecido como Lutador“, iniciou à Banda B. Ainda de acordo com Hudson, um suspeito que foi preso durante a operação, acabou morrendo após entrar em confronto com as equipes de segurança na cidade de Floraí, distante cerca de 386 quilômetros da capital. Na época, ele, em conjunto com a quadrilha, teria efetuado um roubo a uma carga e fugia para Curitiba.

“Este roubo era acompanhado pelas nossas equipes de inteligência, tanto da PM como da PF. Foi feito um cerco e, ao tentar interceptar os indivíduos que fugiam deste roubo, aconteceu o confronto. Uma policial ficou ferida, mas os demais policiais não apresentaram ferimentos porque estavam com veículos blindados. As equipes dos BOPE estão procurando o corpo e o armamento que, segundo os demais presos, estaria com ele”, revelou.

Investigações

Sobre a operação, o delegado da PF em Ponta Grossa, Peterson Manys, comentou que as investigações continuam. “Tem outras pessoas que também estão envolvidas neste tipo de crime que ainda estão soltas. Esperamos que em 2021, nós possamos prende-los para tira-los de circulação das ruas”, completou à Banda B.

Matérias Relacionadas