Por Elizangela Jubanski e Bruno Henrique

crime-pinhais-2Suspeito fugiu para Morretes depois do crime. Foto: BH/Banda B

O suspeito de ter assassinado a funcionária do Jockey Club de Curitiba, Isaíra Alves de Souza, 44 anos, foi preso na manhã desta quarta-feira (20) em Morretes, no litoral do Estado. Claudemir de Souza Santos, 31 anos, foi detido por porte ilegal de arma e furto. Ele estava sendo procurado pela Delegacia de Pinhais desde o dia do crime, 1º de outubro, quando a mãe de quatro filhos foi executada a tiros. O crime aconteceu na rua Mandaguaçu, na Vila União, em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.

Santos foi para Morretes logo depois do assassinato. De acordo com a polícia, ele é filho do suposto amante da vítima e não teria aguentado ver a mãe sofrer. Essa é a principal linha de investigação. “O casal já estava em processo de separação e a mãe dele estava sofrendo muito com a situação. Desde o início a hipótese de crime passional foi levantada porque ela não tinha envolvimento com criminalidade e nada dela foi levado”, contou o delegado Marcelo Magalhães Pereira de Pinhais à Banda B.

Câmeras de segurança flagraram o suspeito próximo ao local do crime. Isaíra foi abordada no momento em que ia até um ponto de ônibus embarcar para ir ao trabalho. Isaíra era funcionária da lavanderia do Jockey Club de Curitiba há 13 anos.

crime-pinhaisVítima era mãe de quatro filhos. Foto: Bh/Banda B

A vítima era mãe de quatro filhos, sendo duas crianças. “Ela é mãe de uma jovem de 18 anos, um adolescente de 17 e duas meninas de 11 e 7 anos, que estão na aula e não sabem o que aconteceu”, contou o superintendente Charles, da Delegacia de Pinhais. Não há informação concreta se o suspeito será encaminhado a Delegacia de Pinhais.

Notícias relacionadas:

Funcionária do Jockey Clube, mãe de quatro filhos, é executada com três tiros em Pinhais