A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu em flagrante dois homens, de 20 e 32 anos, aproximadamente 12 horas após tentarem matar um motorista de aplicativo a tiros, no bairro Novo Mundo, em Curitiba. O crime aconteceu na madrugada de terça-feira (14), no mesmo bairro da prisão. Na delegacia, os suspeitos não deram motivos para o crime, apenas afirmaram que que resolveram atirar contra a vítima, que nem conheciam.

Um dos suspeitos de cometer o crime (Foto: Reprodução)

 

Assim que notificada do crime, a PCPR deu início imediato às diligências. Por meio do rastreador do carro da vítima, os policiais civis analisaram todo o percurso realizado por ele nas horas que antecederam o fato.

Os agentes da PCPR chegaram até uma distribuidora de bebidas, no bairro Novo Mundo, onde a vítima teria parado antes de chegar ao destino final de última corrida. Através de câmeras de segurança do local, os policiais civis constataram que os suspeitos teriam descido do carro e entrado o local para comprar gelo.

Na sequência, foram até a residência apontada como destino final e avistaram um dos suspeitos saindo do local. Quando abordado pela PCPR, o homem confessou a prática do crime e disse que seu comparsa estaria dentro da casa junto da arma utilizada na ação criminosa.

Os policiais civis entraram na casa e, de fato, encontraram o outro suspeito, um revólver de calibre 32 com quatro munições – sendo duas deflagradas e duas intactas – e peças de roupas com manchas de sangue. As quais teriam sido utilizadas na ocasião em que ocorreu o crime.

Quando questionado sobre a motivação, em depoimento a dupla alegou que não conhecia o motorista. Disseram ter apenas o chamado para realizar uma corrida e que, sem nenhuma razão, decidiram mata-la quando estavam chegando no ponto final.

A vítima foi socorrida e está internada em estado grave. Os suspeitos foram autuados em flagrante por homicídio qualificado na forma tentada.