Tabata foi encontrada morta pela polícia – Arquivo pessoal

Um homem foi preso em Umuarama, Noroeste do Paraná, acusado de raptar e matar a menina Tabata Fabiana Crespilho Rosa, de 6 anos. Após a prisão dele, moradores tentaram invadir a delegacia da cidade.

Até a manhã de quarta-feira, acreditava-se que a menina Tabata Fabiana Crespilho da Rosa tinha desaparecido. No entanto, segundo o delegado Fernando Martins, ele confessou o crime. Logo em seguida, o corpo da criança foi localizado. A criança estava desaparecida desde a tarde de terça-feira (26).

O suspeito de 30 anos  mora no Parque Danieli, mesmo bairro onde a criança estudava. Os policiais chegaram até suspeito após um vídeo de câmera de monitoramente mostrar que Tabata teria entrado em um veículo Gol, branco, modelo antigo, que pertence ao homem. Ele seria conhecido da família da criança. As informações são do Portal OBendito, de Umuarama.

Protesto

Após a notícia de que o homem confessou o crime, uma multidão revoltada tentou derrubar na noite desta quarta-feira (27) o portão da 7ª Subdivisão Policial de Umuarama para tentar linchar o suspeito.

Ele é acusado de acompanhar a criança e seu irmão até as proximidades do estabelecimento educacional, de onde ele teria levado a menina em um Gol de cor branca. O acusado também é suspeito de assassinar uma jovem em 2010.

Desde que a notícia da prisão foi divulgada, pessoas foram se aglomerando na frente da 7ª SDP para tentarem linchar o suspeito que  prestava depoimento. Pedras foram lançadas na delegacia e a PM foi chamada para conter a multidão. O suspeito foi transferido para outra unidade.

A polícia deve dar mais detalhes do homicídio nesta quinta-feira.