A Polícia Militar do Paraná (PMPR) negou ter emitido comunicado oficial sobre a prisão de Paulo Cupertino Matias, acusado do assassinato de ator Rafael Miguel e os pais dele. Mais cedo, a Polícia Civil de São Paulo afirmou que a PMPR teria se confundido.

Em nota enviada ao Portal Metrópoles, a PMPR disse que o equívoco, na verdade, ocorreu “por parte da autoridade policial de São Paulo ao efetuar tais informações”.

Foto: Divulgação

“A PM do Paraná reitera que não pode ter havido confusão por parte desta instituição sobre uma informação que não foi dita pela PMPR. Qualquer outra informação divulgada diferente do conteúdo desta nota não representa a posição oficial da Polícia Militar do Paraná sobre o assunto”, defendeu a corporação.

Leia a matéria completa no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clicando aqui.