A Polícia Civil investiga a relação entre o afogamento de uma mulher de 62 anos, que pode ter sido perseguida por um homem desconhecido, na última sexta-feira, e o ataque a outra mulher na manhã deste domingo, quando seguia para o trabalho. Ambos os casos aconteceram em Pontal do Sul, Litoral do Paraná.

(Foto: Reprodução)

 

Na tarde de sexta-feira, a mulher de 62 anos deixou o marido pescando e morreu afogada. Testemunhas garantem ter visto ela sendo perseguida por um homem que saiu de um matagal. “Todas as pessoas estão sendo ouvidas e há versões a serem melhor apuradas, mas não podemos dar mais detalhes para não prejudicar a investigação”, destacou à Banda B a delegada Patrícia Paz, da Operação Verão.

Na manhã de domingo, uma mulher afirma ter sido abordada por um homem de máscara e pelado, que saiu de um matagal. Ela relatou que conseguiu escapar. “Existe este Boletim de Ocorrência, mas passar informações sobre o caso pode nos prejudicar. Pedimos paciência”, destacou.

Por fim, a delegada confirmou que existe uma investigação sobre a relação entre os casos. “Exatamente isso está sendo apurado e, assim que tivermos novidades, as informações serão passadas”, limitou-se a dizer.

A mulher de 62 anos que morreu estava em veraneio no Litoral. Ela era natural de Curitiba e morava em Colombo.