Um homem de 27 anos morreu na tarde desta segunda (3) em uma clínica de estética na rua Doutor Jesuíno Maciel, no Campo Belo, na zona sul de São Paulo, durante um procedimento conhecido como peeling de fenol. O nome do jovem não foi divulgado.

A vítima teria vindo do interior para capital para fazer o procedimento, indicado para o tratamento de rugas e flacidez, mas também usado para tratar melasma e marcas de acne.

Segundo a Polícia Militar, a vítima sofreu uma parada cardiorrespiratória enquanto passava por uma sessão.

morte-peeling
Fachada da clínica de estética localizada no Campo Belo, zona sul de São Paulo – Foto: Reprodução/Google Street View

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser acionado, mas a morte do jovem foi constatado ainda no local.

A responsável pelo procedimento passou mal e precisou de socorro médico, ainda segundo informações do boletim de ocorrência. O caso deve ser registrado no 27° DP (Campo Belo).

Ediléia Bagatin, coordenadora do Departamento de Cosmiatria Dermatológica da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia), disse em entrevista à Folha em 2022 que o peeling de fenol é um procedimento invasivo e agressivo, de recuperação difícil, e que a fase posterior à sua realização é dolorosa.

“Não é um procedimento cirúrgico, mas é considerado invasivo. Provoca uma grande agressão, como se fosse uma queimadura química profunda, que vai exigir acompanhamento quase diário, pelo menos na primeira semana. Só pode ser realizado por médico treinado e com bastante seleção do paciente”, disse a dermatologista.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Polícia investiga morte de homem após fazer ‘peeling de fenol’ em clínica estética em SP

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.