A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), quer saber se o homem, que incendiou uma casa no bairro Santa Terezinha e matou a própria família, teve ajuda de terceiros para cometer o crime. Ele, a esposa e o sogro perderam as vidas.

Delegacia de Fazenda Rio Grande (Divulgação)

A informação foi confirmada à Banda B pelo delegado Paulo Cesar, durante entrevista nesta quinta-feira (13).

Nesse momento, o inquérito policial está instaurado e a gente passa para uma segunda fase, uma segunda parte desta investigação, tentando identificar se o autor do incêndio teve a ajuda de uma terceira pessoa. Bem como, se esta terceira pessoa forneceu o combustível ou incentivou a ela cometer este crime. Tudo isto será apurado.

delegado Paulo Cesar, da Delegacia de Fazenda Rio Grande, em entrevista à Banda B.

Ainda de acordo com o delegado, a polícia quer entender as verdadeiras causas das mortes.

Se a morte ocorreu em decorrência do incêndio ou se teve alguma briga antes do incêndio.

delegado Paulo Cesar, da Delegacia de Fazenda Rio Grande, em entrevista à Banda B.

Segundo testemunhas, o marido, de aproximadamente 40 anos, foi expulso de casa durante a tarde após um pedido de divórcio da esposa. Revoltado, ele retornou na madrugada e colocou fogo no carro da mulher. As chamas rapidamente se alastraram para o imóvel.

Vizinhos contaram que o autor tentou fugir do incêndio, mas foi impedido por familiares das vítimas. O homem morreu queimado no quintal da casa.

Criança foi socorrida em estado grave deste incêndio em Fazenda Rio Grande

A mulher salvou o filho do casal. O menino, de 12 anos, foi encaminhado em estado grave ao hospital. Depois de retirar o adolescente da casa, ela voltou para buscar o pai, que era cadeirante, mas os dois morreram dentro da residência por inalação de fumaça.

poe-fogo-em-casa-mata-familia
Foto: Equipe Banda B

Questionado sobre o estado de saúde do menino, o delegado explicou que a última atualização aponta que ele continua internado em estado grave no Hospital Evangélico.

Ela foi encaminhada em estado grave. Atualmente, não temos informações se o estado clínico dela evoluiu no hospital. Isto também será apurado no decorrer das investigações.

delegado Paulo Cesar, da Delegacia de Fazenda Rio Grande, em entrevista à Banda B.

A Polícia Civil continua investigando o caso.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Polícia quer saber se marido que incendiou casa e matou família na RMC teve ajuda para cometer crime

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.