Um homem de nacionalidade venezuelana, de 25 anos, foi preso na manhã desta segunda-feira (31), suspeito de tentar matar a facadas o atual companheiro da ex-mulher, no bairro Pinheirinho, em Curitiba. O crime aconteceu na manhã do dia 19 de maio deste ano e, de acordo com o delegado Victor Menezes, da Divisão de Homicídios (DHPP), devido a ciúmes.

Foto: Getty Images/iStockphoto

Em entrevista à Banda B, o delegado explicou que os ciúmes do suspeito se deve ao novo relacionamento da ex-companheira, de 40 anos. A mulher está grávida e morando com a vítima.

O casal estava a caminho da UPA Pinheirinho, porque ela já estava com a gestação avançada, para manter os cuidados médicos à gestante. Só que o suspeito interceptou o casal. Na oportunidade, ele estava com uma tipoia e uma faca na manga cumprida da sua camiseta. No que se aproxima, ele ataca a vítima de surpresa com um golpe de faca no pescoço e a deixa sangrando.

delegado Victor Menezes, da Divisão de Homicídios (DHPP), à Banda B.

Em seguida, o suspeito fugiu. No entanto, várias testemunhas presenciaram o crime e relataram a cena à polícia. O fato de ter acontecido perto de uma unidade de saúde no bairro Pinheirinho permitiu que a vítima fosse socorrida a tempo e sobrevivesse.

O delegado disse ainda que o suspeito não aceitava que o futuro bebê fosse criado pela ex e o novo namorado.

Na perspectiva de que outro homem criasse a criança e que ele perdesse a mulher. O desfecho deste inquérito policial aponta que o venezuelano deva responder por homicídio tentado qualificado pelo motivo fútil.

delegado Victor Menezes, da Divisão de Homicídios (DHPP), à Banda B.

O suspeito permanece preso na Divisão de Homicídios (DHPP) à disposição da Justiça. Ele deverá ser interrogado nas próximas horas e, após o depoimento, a Polícia Civil poderá encerrar o inquérito.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Homem foi esfaqueado em Curitiba porque suspeito não aceitava criação do filho com a ex: “Ciúmes”, diz delegado

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.