Da Redação

retrato-faladodentroRetrato-falado foi realizado pelo artista forense Diego Pereira Pires. (Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil do Paraná divulgou, na tarde desta terça-feira (7), o retrato falado de dois suspeitos envolvidos na morte do cabo do Exército Giovanni Porcides, de 22 anos, na saída de um bar no bairro Alto da XV, em Curitiba. O homem representado na imagem aparenta ter entre 20 e 22 anos e a mulher que estaria com ele seria uma jovem de 19.

giovanniGiovanni morreu no último domingo (5) depois de levar um tiro durante saída de balada. (Foto: Reprodução/Facebook)

O retrato falado foi realizado a partir de informações repassadas por testemunhas do crime – que aconteceu na Rua Itupava por volta das 3h30 do último domingo (5). Um amigo da vítima, que preferiu não se identificar, revelou à Banda B que Giovanni saía da balada quando foi quase atropelado por um Fiat Uno Branco.

Ao tentar se desculpar, o motorista partiu para cima do jovem e a confusão terminou com o tiro disparado contra o cabo. Giovanni foi socorrido e encaminhado para o Hospital Evangélico, onde morreu na tarde de domingo.

Além do Fiat Uno branco, outros rapazes que estavam em um Corsa Classic rebaixado, também branco, teriam dado cobertura para o assassino, de acordo com as testemunhas. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) continua a investigar o caso. Qualquer informação sobre os suspeitos pode ser repassada para a delegacia por meio do telefone (41) 3360-1400.

Notícias relacionadas

Jovem foi assassinado em saída de balada por motorista transtornado, dizem testemunhas

Briga ao pegar o carro na saída da balada termina com morte de jovem no Alto da XV